Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
Notícias de Última Hora
karabuk bayan escort kastamonu bayan escort burdur bayan escort kirikkale bayan escort nigde bayan escort aksaray escort amasya escort erzurum escort bartin escort batman escort

Acadêmicos denunciam falta de equipamentos de socorro e seguro coletivo

O acidente envolvendo estudantes da graduação em Turismo, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), no campus de Aquidauana, no último dia 5 de dezembro, revoltou familiares das vítimas, em razão da atitude de omissão da instituição ensino. 

Durante a visita feita a um pesqueiro, a passarela construída sob o rio Aquidauana cedeu e colocou em risco a vida do grupo – que além do susto e ferimentos – teve prejuízos financeiros como perda de aparelhos celulares, óculos de grau, documentos, entre outros objetos pessoais.

Em relato encaminhado ao Jornal Correio do Estado, participantes que preferiram não se identificar, detalharam que a visita foi solicitada por professor da disciplina, considerada uma aula de campo e atividade avaliativa obrigatória, da disciplina Meios de Hospedam II. 

Quando se reuniram com a direção da universidade, os estudantes ficaram sabendo que não existia um seguro de acidentes pessoais para o grupo, ou mesmo auxílio para ressarcir os bens pessoais perdidos durante a queda no rio Aquidauana.

Diante da resposta recebida, foi encaminhada na quinta-feira (27), uma denúncia formal ao  Ministério Público Federal (MPF/MS), com solicitação de Ação Pública por Danos materiais, pessoais e morais contra a UFMS, o Pesqueiro e Pousada 110 e o Corpo de Bombeiros local, em razão da falta de bote e colete salva-vidas, placas de sinalização, caixa de primeiros socorros e ficha de vistoria (alvará) assinado pela corporação. 

Segue trecho do relato enviado: ‘Nós estávamos sob a passarela fotografando e conhecendo a infraestrutura do pesqueiro, quando ao piso desabou dentro do rio Aquidauana. A estrutura desabou muito rápido e quando percebemos estávamos presos entre os escombros, pisoteando uns aos outros. Alguns conseguiram se segurar nas grades, outros se afogaram, mas, felizmente conseguiram socorro de colegas”, detalha o documento.

De acordo com os denunciantes o que mais indignou na ocorrência foi a falta de diálogo com os gestores da UFMS e a irresponsabilidade sobre o assunto, visto que não houve manifestação da instituição no seu portal institucional, ou retorno para os jornais que divulgaram a notícia sobre o acidente. 

Reportagem: Campo Grande News

Sobre Ellen Karine Birck

Ellen Karine Birck
20 anos, apaixonada pela minha profissão. Com intuito de trazer notícias, informações, entretenimento e muito mais em primeira mão. Jornalismo com Seriedade!

Veja mais!

Criança de 11 anos atira contra própria cabeça com arma do pai e morre em MS

A Polícia Civil está investigando a morte de Heloisa da Silva Antunes, 11 anos, que ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *