Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
quarta-feira , 17 outubro 2018
Home / Notícias / Agronegócio / Ceagesp: índice de preços fecha julho com queda de 5,22%

Ceagesp: índice de preços fecha julho com queda de 5,22%

hortifrúti

O índice de preços da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) recuou 5,22% em julho ante junho. No acumulado do ano, a baixa é de 2,8%. “Todos os setores apresentaram queda, com destaque para o setor de diversos, que vinha numa série de altas desde fevereiro e agora apresenta expressiva baixa de 19,78%”, disse a empresa em nota.

A queda no setor de diversos foi puxada pela cebola nacional (-51,5%), coco seco (-22,9%), batata beneficiada lisa (-20,4%), alho nacional (-18,6%) e ovos vermelhos (-15,1%). Subiram a canjica (19,8%) e o milho de pipoca estrangeiro (1,8%). O setor de legumes registrou queda de 10,3% no último mês – pepinos caipira (-40,3%), comum (-24%) e japonês (-21,7%), beterraba (-39,2%), cenoura (-24,4%), abobrinhas brasileira (-23,8%) e italiana (-19,1%), e tomates salada (-19%) e maduro (-18,1%). As principais altas ocorreram com os pimentões vermelho (21,4%) e amarelo (19,7%), berinjela japonesa (16,2%) e cogumelo shimeji (11,1%).

O setor de verduras apresentou redução de 9,36%. As principais baixas foram espinafre (-27,2%), salsa (-23,8%), coentro (-23%), cebolinha (-21,1%), couve manteiga (-20,8%) e salsão (-20,3%). As principais altas ocorreram com os preços da alface crespa (7,7%), do rabanete (6,5%), da couve flor (5,4%) e da alface lisa (4%). o setor de frutas caiu 2,33%. As principais baixas: mamão havaí (-33%), melão amarelo (-20,4%), melancia (-20%), banana nanica climatizada (-15,5%), jaca (-15,4%) e uva benitaka (-14,9%). As principais altas foram na acerola (28,7%), uva niágara (27,4%), maracujá doce (12,6%), figo (9,5%) e ameixa argentina (9,2%).

O setor de pescados caiu 5%, desempenho puxado pela anchova (-32,2%), cascote (-26,2%), abrótea (-25,9%), pescada (-23%) e tainha (-20,1%). As principais altas ocorreram com o robalo (16,7%), e com o cação congelado (6,8%).

Fonte: Canal Rural

Sobre Ellen Birck

Veja mais!

Cooperado fundador número 1 elogia evolução da Coamo

Primeiro a assinar a ata de fundação, cooperado esteve na Fazenda Experimental neste ano. O ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *