Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
domingo , 17 fevereiro 2019
Notícias de Última Hora
karabuk bayan escort kastamonu bayan escort burdur bayan escort kirikkale bayan escort nigde bayan escort aksaray escort amasya escort erzurum escort bartin escort batman escort
Home / Cidades / MS prioriza saúde e cancela parte dos investimentos no Carnaval

MS prioriza saúde e cancela parte dos investimentos no Carnaval

Neste ano, o governador Reinaldo Azambuja vai aplicar na Saúde recursos que antes eram destinados ao Carnaval. O Governo de Mato Grosso do Sul irá patrocinar apenas as duas maiores festas carnavalescas no Estado: em Corumbá e Campo Grande.

O governador explicou que a intenção é usar os recursos no que é prioridade para a população, mantendo investimentos e dando continuidade à regionalização da saúde.

“Sabemos da importância do Carnaval e da Cultura, modernizamos os festivais, demos oportunidade aos artistas locais e aprovamos o Plano Estadual de Cultura, que norteia os investimentos na área. Mas a maior demanda da população é a saúde. Tomamos medidas difíceis porque o dinheiro é um só e precisa atender as reais necessidades da população. Vamos pagar fornecedores, dar prosseguimento à regionalização, construir e equipar os hospitais e dar dignidade às pessoas”, disse.

Desde 1º de janeiro de 2015, Reinaldo Azambuja tem priorizado as áreas de saúde, segurança, educação e infraestrutura e tomado decisões difíceis para enfrentar a crise e manter os investimentos e salários em dia. Em 2014, o Governo do Estado chegou a ter 15 secretarias. Hoje, são apenas nove – a menor estrutura administrativa do País.

O governador também enfrentou outras pautas impopulares como a reforma da previdência estadual e o ajuste dos impostos estaduais sobre supérfluos.

“Fizemos um governo em um momento extremamente difícil, mas conseguimos fazer entregas relevantes. Temos hoje a regionalização da saúde acontecendo, os hospitais sendo edificados, leitos sendo entregues”, afirmou. Em 2018, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, o Governo do Estado investiu 16% dos impostos em ações e serviços públicos – bem acima dos 12% exigidos pela LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal).

Neste ano, o Governo do Estado aplicou os R$ 11 milhões que recebeu de sobra do duodécimo da Assembleia Legislativa para o custeio dos hospitais. “Conseguimos saldar R$ 20 milhões em poucos dias, dos quais R$ 11 milhões com o duodécimo da Assembleia Legislativa”, informa o governador.

Neste ano, foi pago mais de R$ 3 milhões para a Santa Casa de Campo Grande. Em Dourados, “R$ 3 milhões para o Hospital da Vida e mais R$ 1,1 milhão para o Hospital Regional da cidade, além do que foi para os hospitais regionais como Coxim, Naviraí e Nova Andradina”, contou Reinaldo Azambuja.

Prefeituras

Em todo o País, mais de 15 municípios anunciaram que não irão patrocinar o Carnaval. Muitas dessas cidades são sul-mato-grossenses: Jardim, Bonito, Aquidauana, Terenos, Chapadão do Sul, Anaurilândia e Paranaíba.

A maior parte delas optou por investir o montante na saúde. É o caso da Prefeitura de Bonito, que fez uma enquete para a população escolher se preferia Carnaval ou uma ambulância; e 75% dos moradores optaram pelo veículo.

Fonte: Campo Grande News

Sobre Ellen Karine Birck

Ellen Karine Birck
20 anos, apaixonada pela minha profissão. Com intuito de trazer notícias, informações, entretenimento e muito mais em primeira mão. Jornalismo com Seriedade!

Veja mais!

Última hora: Bope prende três policiais rodoviários estaduais em Vista Alegre

Três policiais rodoviários estaduais foram presos no fim da manhã desta sexta-feira (15), em Vista ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *