Find the latest bookmaker offers available across all uk gambling sites www.bets.zone Read the reviews and compare sites to quickly discover the perfect account for you.
Notícias de Última Hora
karabuk bayan escort kastamonu bayan escort burdur bayan escort kirikkale bayan escort nigde bayan escort aksaray escort amasya escort erzurum escort bartin escort batman escort

Prisão de Puccinelli ocorre, de novo, a poucos dias de convenção partidária

Maracaju em Foco - Notícias - Prisão de Puccinelli ocorre, de novo, a poucos dias de convenção partidária

Pela 2ª vez, o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, foi preso às vésperas da convenção de seu partido, MDB. Em 2017, o ex-chefe do Executivo estadual foi detido pela PF (Polícia Federal) em 14 de novembro e a reunião da legenda estava prevista para dia 18 daquele mês.

Na ocasião, a decisão da direção do MDB foi adiar para 2 de dezembro “em respeito” a André e a família. Na nova data, já com André solto, a convenção o consolidou como presidente estadual do partido e, pouco depois, o ex-governador anunciou que tentaria retornar ao comando do Estado nas eleições deste ano.

Já a nova prisão ocorreu nesta sexta-feira (dia 20), oito meses depois da primeira detenção e também às vésperas da convenção, marcada para 4 de agosto de 2018. A reunião, até então, é para confirmar a candidatura de Puccinelli ao governo e apresentar o arco de alianças que o MDB terá no pleito eleitoral.

Lideranças emedebistas dizem que ainda vão levantar informações sobre a nova prisão, para depois emitir posicionamento. Não há, por enquanto, qualquer notícia de que a convenção será adiada ou que a candidatura está ameaçada.

O advogado Renê Siufi, responsável pela defesa do ex-governador, afirmou ao Campo Grande News que estranhou a prisão às vésperas da convenção partidária. O defensor disse que está avaliando o decreto de prisão para entrar com um pedido de habeas corpus para liberar Puccinelli.

Operação – A prisão do ex-governador André Puccinelli, pré-candidato ao governo do Estado, é preventiva e foi decretada pelo juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 3ª Vara da Justiça Federal, no dia 18, quarta-feira. Além do ex-governador, foram presos o filho dele, André Puccinelli Junior e o advogado João Paulo Calves.

Puccinelli Junior, que poderia ficar numa cela diferenciada, abriu mão da prerrogativa de advogado para ficar com o pai, como já havia feito em novembro do ano passado, quando André Puccinelli foi preso.

O grupo já havia sido detido na 5ª fase da Operação Lama Asfáltica, batizada de Papiros de Lama, em 14 de novembro de 2017. O ex-governador foi solto 40 horas depois.

(Fonte: Campo Grande News)

Sobre Ellen Karine Birck

Ellen Karine Birck
20 anos, apaixonada pela minha profissão. Com intuito de trazer notícias, informações, entretenimento e muito mais em primeira mão. Jornalismo com Seriedade!

Veja mais!

Em reunião “fechada”, Aneel não explica e Felipe mantém movimento contra alta nas contas de luz

As explicações dos técnicos da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) não convenceram o deputado ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *