karabuk bayan escort kastamonu bayan escort burdur bayan escort kirikkale bayan escort nigde bayan escort aksaray escort amasya escort erzurum escort bartin escort batman escort

Seguro rural: menos dinheiro e subvenção em 2019

O dinheiro do governo federal para o programa de Seguro rural vai ser bem menor do que o prometido para 2019. A redução foi de 36% em relação ao que o Ministério da Agricultura havia anunciado no lançamento do Plano Safra 2018/2019, em junho. Dos R$ 600 milhões previstos inicialmente para a subvenção, apenas R$ 440,5 milhões estarão a disposição dos produtores no ano que vem. Mesmo assim, o montante é maior que o deste ano: R$ 395 milhões.

Além de recursos menores do que o esperado pelo setor, o governo também diminuiu os índices de subvenção, ou seja, aquilo que a União desembolsa no pagamento do prêmio. Com isso, a medida fica mais cara para os agricultores.

Para algumas culturas muito sensíveis, como frutas, olerícolas, milho segunda safra e trigo, o percentual de subvenção caiu para 35%. Com isso, o risco fica ainda mais elevado e o prêmio mais alto.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), por exemplo, tem receio de que a subvenção menor inviabilize a contratação do seguro por parte desses produtores. Já para grãos, o temor da entidade é que o produtor possa migrar para o ProAgro, o que tiraria importância do Programa de Seguro Rural e geraria sobrecarga para o governo.

Já o Ministério da Agricultura avalia que a redução da subvenção pode ampliar o leque de produtores atendidos. “De acordo com as nossas análises, o nível médio de apoio vai ficar ao redor de 35% sobre o valor do prêmio. Com isso, esperamos atender por volta de 100 mil apólices já no próximo ano”, explicou o secretário de Política Agrícola, Wilson Vaz Araújo.

Fonte: Canal Rural

Sobre Ellen Karine Birck

Ellen Karine Birck
20 anos, apaixonada pela minha profissão. Com intuito de trazer notícias, informações, entretenimento e muito mais em primeira mão. Jornalismo com Seriedade!

Veja mais!

Expansão de cultivos em regiões do MS pode favorecer próximas colheitas no estado

De acordo com a Embrapa Agropecuária Oeste, novas fronteiras agrícolas contribuem para a cadeia produtiva ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *