Maracaju/MS
26°C
Light Rain
quinta-feira
35°C
21°C
sexta-feira
37°C
21°C
Maracaju/MS
26°C
Light Rain

A Black Friday deve movimentar R $ 200 milhões na economia de Mato Grosso do Sul

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
19/11/2020
Redação

A Black Friday, que foi realizada no dia 27 de novembro, deve injetar R $ 200 milhões na economia de Mato Grosso do Sul. O evento, que oferece descontos em produtos e serviços dos mais variados tipos, já é um dos períodos de maior movimento no comércio. 

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (19) pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio / MS (IPF-MS) em parceria com o Sebrae MS, aponta 34% dos sul-mato-grossenses afirmam que pretendem aproveitar como promoções. 

Acompanhe as últimas notícias

Gasto médio de cada pessoa está estimado em R $ 956,74 com compras na data.

Isto porque 48% das pessoas que pretendem estar disponíveis como ofertas, já deve utilizar também para realizar as compras de Natal . Além disso, 30% irá utilizar o 13º salário para ir às compras.

Conforme a economista do IPF-MS , Daniela Dias, uma parcela de compras adiantadas para o fim de ano pode alcançar os R $ 100 milhões.

Entre os produtos, foco da maioria dos consumidores é aprender promoções em movimento, eletrodomésticos e eletrônicos, sendo celulares o item principal desejado, seguido por computadores e notebooks, jogos de vídeo, jogos e acessórios.

Na sequência, 37% fingem comprar roupas, calçados e acessórios e 16% brinquedos.

Mesmo com a pandemia do coronavírus, conforme as lojas físicas continuam sendo preferência de compras para 71% da população, enquanto 25% deve apresentar por compras on-line, com maioria optando pelo parcelamento (53%).

Sondagem com empresários aponta que a perspectiva é de que as pessoas gastem menos com presentes e comemorações e fim de ano. Por isto, a Black Friday será oportunidade para compra de lembranças com recurso menor.

“O cenário de movimentação é bastante relevante, com um bilhete médio bastante elevado, com intenção de compras, especialmente, de bens duráveis, como eletroeletrônicos e móveis. E um ponto de atenção para os empresários é que esta é uma prévia das compras de fim de ano “, alertou a analista-técnica do Sebrae / MS, Vanessa Schmidt.

Segundo ela, devem ser assumidos e fazer a comunicação dos reais descontos , para garantir o faturamento do fim de ano.

Pesquisa foi realizada entre os dias 29 de outubro e 13 de novembro nas cidades de Campo Grande, Corumbá, Bonito, Coxim, Dourados, Ponta Porã e Três Lagoas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp