Abertura do Plantio: “Devemos trabalhar por nossa eficiência”, afirma diretor da Famasul

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
19/09/2017
Redação

Evento realizado em Ponta Porã teve a presença de 400 pessoas

“Devemos trabalhar por nossa eficiência. Afinal, utilizamos os sistemas de produção mais avançados do Mundo”. A afirmação foi feita pelo diretor tesoureiro do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Luis Alberto Moraes Novaes, durante a Abertura Estadual do Plantio de Soja – Safra 2017/18.

O evento aconteceu nessa segunda-feira (18) e foi realizado pela Aprosoja/MS e pelo Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, com apoio do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, nessa segunda-feira (18), em Ponta Porã.

Para um público de mais de 400 pessoas Novaes enfatizou as principais ações sustentáveis e de desenvolvimento adotadas pelos produtores rurais sul-mato-grossenses. “Utilizamos tecnologias como integração lavoura e pecuária, plantio direto, consórcio milho safrinha com braquiária, sendo ferramentas que deixam o agricultor preparado para as adversidades”.

O diretor tesoureiro do Sistema Famasul, que também é presidente da Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da CNA – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, destacou ainda como a união do setor produtivo está alinhada com a comunidade científica:

“Hoje essa construção que temos em Mato Grosso do Sul, com o fomento da pesquisa, é o que projeta o agro nacionalmente”, acrescentou.

Estimativa 2017/18 – De acordo com as projeções da Aprosoja/MS, poderá haver redução em relação à safra 2016/2017, que foi de 8,5 milhões de toneladas. Para o ciclo 2017/2018, o volume projetado é de 8,3 milhões de toneladas, ou seja, com queda de 2,1%.

No entanto, em 10 anos, o volume de soja produzido nas lavouras do estado saltou de 4,8 milhões de toneladas para 8,5 milhões de toneladas, crescimento de 74%.

Em relação à produtividade, a projeção para o próximo ciclo é de baixa de 3,74%, passando de 56,1 sc/h, para 54 sc/ha. Por outro lado, o número continua positivo quando considerados os últimos 10 anos, período em que esse índice subiu 19,8%, saltando de de 46,83 sacas por hectare para 56,1 sacas por hectare.

Participaram do evento presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto; os presidentes de Sindicatos Rurais de Ponta Porã, André Cardinal; de Amambai, Ronan Nunes da Silva; de Maracaju, Juliano Schmaedecke; e de Laguna Carapã, João Firmino Neto.

Também estiveram na abertura o diretor financeiro da Fundação MS, Andre Dobashi; o chefe-geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Asmus; e o secretário de Estado da Semagro, Jaime Verruck.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul, com informações da Aprosoja/MS

Foto: Ronaldo Scarpellini

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp