Agricultura Urbana: Senar/MS aposta no segmento de paisagismo e floricultura para qualificação profissional

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
19/08/2017
Redação

Na próxima semana, curso será realizado em Corumbá

Quem é que não gosta de um jardim bonito em casa para deixar o ambiente mais agradável? E por que não investir em paisagismo para deixar o local mais sofisticado? Dicas e ideias não faltam para florir, colorir e dar charme aos espaços.

Se por um lado as pessoas têm investido em jardins, por outro a demanda pela mão de obra para esse serviço tem aumentado. Pensando nisso, o Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural lançou em 2017 entre a lista de 50 novos cursos, a qualificação de “Floricultura, Jardinagem e Paisagismo – Agricultura Urbana”, uma iniciativa que agrada quem busca uma posição no mercado de trabalho e alternativas de renda.

Nesta semana Corumbá vai receber o curso de “Floricultura, Jardinagem e Paisagismo – Agricultura Urbana”. A qualificação vai acontecer entre os dias 21 e 24 de agosto na Escola Rural Paiolzinho.

Não é preciso ter um quintal ou uma varanda enormes para abrigar um belo e bom jardim. Até mesmo numa pequena sacada de apartamento, pode-se plantar e enfeitar o cômodo por menor que o imóvel seja. Tanto no chão quanto na parede um jardim pode ser desenvolvido e sem muito custo. Vai do bolso e do gosto de cada pessoa.

Os participantes vão levar consigo o aprendizado de como implantar um jardim, projetando e aplicando na prática, podendo assim utilizar as informações na sua residência, instituição, empresa e assim contribuírem para um ambiente mais agradável socialmente e ambientalmente”, destaca o instrutor do Senar/MS, Luís Vitor Neves de Oliveira.

“Pode-se pensar no viés econômico, pois é um setor que vem crescendo muito e é carente de profissionais na área. Os participantes recebem certificado desde que tenham frequência mínima de 80% e participe das atividades propostas evidenciando que estão aptos a realizar um jardim”, complementa.

Este curso foi idealizado por meio do Agrinho MS – programa de maior responsabilidade social do Senar/MS, visando decorar as escolas atendidas.  A qualificação tem como objetivo produzir plantas ornamentais, executando projeto de paisagismo e manutenção dos espaços, utilizando ferramentas básicas, técnicas atuais, aproveitando resíduos e materiais da região.

“A dinâmica do curso é facilitar aos participantes o aprendizado sobre paisagismo, noções básicas de jardinagem e floricultura, conhecendo teoricamente os estudos relacionados e aplicando-os na prática por meio da execução de um projeto paisagístico com a construção de um pergolado”, explica Oliveira.

Por que ter um jardim? – Pensar em um espaço ornamentado para uns pode ser algo insignificante, mas o instrutor do Senar/MS reforça os benefícios da relação das plantas com o ser humano.

“Na verdade essa importância envolve vários fatores: primeiro que, historicamente, as pinturas rupestres são os primeiros indícios de que a ornamentação faz parte do ser humano, pois alguns desenhos retratavam plantas de outros locais, acreditando- se assim que os homens das cavernas desenhavam as plantas de sua região para se sentirem mais confortáveis no ‘refúgio aprisionante’ das cavernas”, diz.

O tecnólogo em Agroecologia ressalta também: “Temos, hereditariamente, fatores que nos proporcionam uma tendência paisagística muito forte. Isto se explica pelo fato de que necessitamos de um ambiente agradável para executarmos atividades diárias fundamentais. Este ambiente ornamentado influencia positivamente para um melhor desenvolvimento pessoal pois serve como alívio mental, social e até espiritual das pessoas que nele convivem.

O conceito de Agricultura Urbana vem crescendo atualmente e o objetivo é tornar os pequenos espaços de residências, instituições e empresas em áreas também agricultáveis, com plantas, árvores, arbustos, e até mesmo frutíferas produzindo em meio à civilização.

“As áreas de agricultura urbana, como jardins, praças, bosques, hortos, hortas, pomares, dão sustentabilidade ao ambiente, reduzindo a poluição ambiental e transformando o espaço constituído basicamente de edificações, pavimentações e veículos automotores em um lugar harmonioso, mais sustentável para essa boa parcela da sociedade que vive distante do campo, trazendo o meio rural para junto da cidade”, conclui.

Além desse, haverá outros 97 cursos na semana de 21 a 26 de agosto por todo o estado. Mais informações no site do Senar/MS: www.senarms.org.br.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Senar/MS – Rodrigo Corrêa

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp