Maracaju/MS
26°C
Clear sky
Dourados/MS
20°C
Overcast clouds

Agropecuária tem maior geração de empregos dos últimos 10 anos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
03/02/2021
Redação

A cultura que mais mais contribuiu com o mercado de trabalho foi a soja; entre as regiões, 3 a cada 4 vagas foram abertas no Sudeste

A agropecuária brasileira abriu 61.637 vagas de emprego no ano passado, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pela Secretaria do Trabalho. Esse é o melhor resultado desde 2011, quando a expansão no mercado de trabalho do setor foi de 85.585 vagas.

Entre as atividades que mais criaram postos com carteira assinada em 2020, a soja liderou o ranking, com 13.396 vagas. Destaque também para o café (6.284 novos postos). Na pecuária, a criação de bovinos (+11.598) e de aves (+5.993) foram as atividades que mais contribuíram para o mercado de trabalho.

Ainda de acordo com os dados, 3 em cada 4 vagas foram criadas no setor agropecuário estão na região Sudeste, especialmente em São Paulo, que teve crescimento de 46.475 postos de trabalho em 2020.

Agropecuária resiliente em meio à crise

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) analisou os dados do Caged e ressalta que os bons resultados revelam o dinamismo do setor em 2020. “Apesar da alta dos custos de produção, tem demonstrado resiliência frente à crise”, afirma a entidade.

Em termos macro, o setor como um todo apresentou desempenho destacado em 2020: recorde de US$ 100,8 bilhões em exportações de produtos do agronegócio, crescimento de 18,2% no valor bruto da produção, segundo a CNA, e alta de 16,8% do PIB do agronegócio nos 10 primeiros meses do ano, segundo CNA e Cepea.

Fonte: Canal Rural

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp