quinta-feira, 18 jul 2024

Artista plástico do Canadá ministra palestra sobre pesquisa pós-qualitativa na UNIGRAN Capital
Geral

Artista plástico do Canadá ministra palestra sobre pesquisa pós-qualitativa na UNIGRAN Capital

Por: Assessoria de Comunicação Unigran
05 julho – 2024 | 9:09
Bruno de Oliveira durante prática com os acadêmicos

Bruno de Oliveira Jayme foi recebido pelo curso de Arquitetura e Urbanismo da Instituição

O curso de Arquitetura e Urbanismo da UNIGRAN Capital recebeu, diretamente do Canadá, o artista plástico, pesquisador e arte educador, Bruno de Oliveira Jayme. O professor ministrou a palestra ‘Pesquisa pós-qualitativa; uma metodologia que não é: mapeando o território através de mosaicos’, com o objetivo de promover o conhecimento, através de diferentes perspectivas, sobre pesquisa pós-qualitativa, arte e seus impactos na educação, na sociedade e no desenvolvimento sustentável.

A coordenadora de Arquitetura e Urbanismo, Renata Benedetti Mello Nagy Ramos, explica que o evento foi uma parceria da UNIGRAN Capital com o Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Católica Dom Bosco e a Faculty of Education University of Manitoba (Winnipeg, Canadá), para enriquecer a formação dos acadêmicos e dar oportunidade para que eles possam vivenciar novas metodologias de ensino, expandindo assim, seus horizontes e habilidades.

“A oficina possibilitou reflexões sobre temas relevantes e atuais, mas também da pesquisa científica, especialmente a pesquisa pós-qualitativa, contribuindo para o pensamento crítico”, comentou Renata. “Este tipo de oficina, que foca em abordagens inovadoras e críticas da pesquisa qualitativa, proporciona aos alunos um conjunto diversificado de ferramentas teóricas e metodológicas que são essenciais para enfrentar os desafios contemporâneos da prática arquitetônica e urbanística”, completou.

Bruno apontou que ele tenta mostrar ao acadêmico e aos profissionais uma nova visão sobre “o mundo”, para obter outras alternativas na construção de narrativas, do pensamento acadêmico e científico.

Além disso, ele acredita que é necessário voltar à teoria. “Eu convido meus colegas a voltarem a nossa atenção para a teoria. Nós deixamos de ler, deixamos de trabalhar a teoria, pelo menos onde eu moro, no Canadá. Nós criamos uma visão muito tecnicista do mundo, uma visão muito sistemática e metodológica de descrever fenômenos sociais, então os convido a voltarem à teoria e explicar esses fenômenos através mais da teoria e menos talvez dos métodos”, revelou.

Ao fim da palestra, Bruno fez uma prática com os acadêmicos, onde eles precisaram montar um mosaico. “A ideia dos mosaicos, que eu chamo de Mosaico Risomático, é porque cada quadradinho traz uma história diferente, cada quadradinho é uma resposta diferente para uma pergunta. Então, valoriza essa pluralidade do ser humano, valoriza todas as formas de conhecimentos, nossos conhecimentos pessoais e que junto formam um todo”, pontuou o palestrante.

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias