quinta-feira, 18 jul 2024

Bolsonaro Alinha PL com PSDB para Eleições em Campo Grande e Reeleição de Riedel
Política

Bolsonaro Alinha PL com PSDB para Eleições em Campo Grande e Reeleição de Riedel

Redação
04 julho – 2024 | 10:10

Aliança fortalece campanha de Beto Pereira a prefeito e reforça reeleição do governador Eduardo Riedel em 2026

O ex-presidente Jair Bolsonaro confirmou a união do PL (Partido Liberal) com o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) para as próximas eleições municipais em Campo Grande. A declaração foi feita durante uma conversa com o deputado estadual Carlos Alberto David, conhecido como “Coronel David” (PL), nesta quarta-feira (3). Com essa aliança, o PL deve indicar o candidato a vice-prefeito na chapa do pré-candidato tucano, deputado federal Humberto Pereira, o “Beto Pereira”.

Coronel David revelou que foi convocado a Brasília por Bolsonaro. Durante o encontro, ele perguntou ao ex-presidente sobre a aliança: “E aí, está fechado com o PSDB?”. Bolsonaro respondeu afirmativamente: “Está fechado”. David enfatiza que, embora tenha transmitido a mensagem de Bolsonaro, ele não confirma oficialmente a aliança entre os partidos, pois a decisão final cabe à presidência nacional do PL.

Sobre a recepção da decisão entre os membros do PL em Mato Grosso do Sul, Coronel David preferiu não opinar. “A partir do momento que ele [Bolsonaro] decide qual é o caminho, vou seguir. Apenas disse o que o presidente me falou. Não confirmo nada e o caminho que o presidente indicar eu vou seguir”, afirmou o deputado.

David também destacou que sempre foi favorável a uma candidatura própria do PL, mas, diante da decisão de Bolsonaro, ele se compromete a seguir a orientação do ex-presidente. “Sempre defendi a candidatura própria, mas, por uma série de motivos, ela não aconteceu. Agora, o que nos resta é seguir a orientação”, concluiu.

A confirmação de Bolsonaro vai ao encontro do que o presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto, havia mencionado anteriormente. Em entrevista concedida ao jornalista Lucimar Couto na semana passada, Costa Neto já havia indicado a alta probabilidade de uma aliança entre PL e PSDB, com a indicação de um vice-prefeito do PL na chapa tucana.

Além de Campo Grande, a aliança entre os dois partidos deve se estender a várias cidades do interior de Mato Grosso do Sul, preparando o terreno para a reeleição do governador Eduardo Riedel em 2026.

Entretanto, essa decisão frustra alguns membros do PL que defendiam uma candidatura própria, como o presidente estadual do partido, deputado federal Marcos Pollon, que chegou a se declarar pré-candidato a prefeito. Outros membros como o ex-deputado Rafael Tavares e o ex-vereador André Salineiro também manifestaram apoio a Pollon.

A prefeita Adriane Lopes (PP), que busca a reeleição, também ficou desapontada com a decisão, pois esperava o apoio do PL através da articulação da senadora Tereza Cristina com Bolsonaro. Durante uma agenda pública em Campo Grande, a senadora expressou surpresa com a situação e disse que aguardava uma confirmação direta de Bolsonaro sobre a aliança do PL na capital.

Foto: Reprodução/Facebook

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias