Maracaju/MS
18°C
Overcast clouds
Dourados/MS
18°C
Overcast clouds

Câmara de Maracaju é atendida ao solicitar flexibilização no horário de funcionamento do comércio noturno

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
08/05/2021
Redação
O objetivo da flexibilização é apoiar o comércio do município, visto que o Dia das Mães é uma das datas de maior fluxo de vendas.

Na manhã desta quinta-feira o vereador Rener Barbosa representando a Câmara Municipal de Maracaju, se reuniu com o Prefeito Marcos Calderan e o Procurador Jurídico Alessandre  Vieira solicitando  a flexibilização  do  horário de funcionamento do comércio noturno, e prontamente teve o pedido atendido, sendo liberado horário especial para o Dia das Mães.

Conforme decreto, o novo horário segue, de hoje (06)  a domingo (09) até às 22hs,  para os estabelecimentos comerciais e de serviços, além dos bares, sorveterias, lanchonetes, restaurantes, cafés, pizzarias, trailers, conveniências, distribuidoras de bebidas e assemelhados existentes em todo território do Município de Maracaju – MS.

O objetivo da flexibilização é apoiar o comércio do município, visto que o Dia das Mães é uma das datas de maior fluxo de vendas.

Atualmente, o comércio varejista tem autorização para funcionar até às 21hs, para os vereadores o objetivo é evitar aglomerações durante as compras e trocas de presentes para o Dia das Mães, comemorado no próximo domingo (dia 09).

A Prefeitura se preocupa com a economia do município, essa decisão foi tomada com muita cautela. Sabemos que o Dia das Mães é uma data muito importante para os comerciantes, o comércio em geral vende muito nesta época, essa nova medida visa apoiar os empresários, e também ao estender o horário de funcionamento diminuir a aglomeração de pessoas dentro dos estabelecimentos, visto que o movimento aumenta nestes dias”, disse o Prefeito Marcos Calderan.

De acordo com o decreto essa flexibilização no horário de atendimento não altera as determinações sobre a prevenção a Covid-19 em Maracaju. Continua sendo obrigatório o uso de máscaras, limite de até 40% da capacidade legal do estabelecimento, é recomendado que a população mantenha a higienização das mãos, passe álcool em gel, respeitem o distanciamento social e controle o fluxo de clientes dentro das lojas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp