domingo, 25 fev 2024

Capacidade de MS garantiu investimentos do Governo Federal, diz Eduardo Rocha em entrevista

Capacidade de MS garantiu investimentos do Governo Federal, diz Eduardo Rocha em entrevista

14 fevereiro – 2023 | 9:09

A capacidade do Governo de Mato Grosso do Sul de fazer política de resultado foi o que garantiu cerca de R$ 1 bilhão de recursos da União para investimentos em rodovias do Estado, já para 2023. Essa é a análise feita pelo secretário de Estado da Casa Civil, Eduardo Rocha, em entrevista à Rádio CBN, nesta segunda-feira (13).

Secretário Eduardo Rocha concede entrevista à rádio CBN (Foto: Max Arantes)

“Fizemos uma peregrinação em cinco ministérios em Brasília nesta última semana, a primeira visita à Esplanada do governador Eduardo Riedel, e o resultado que obtivemos demonstra o tamanho de Mato Grosso do Sul aos olhos do Governo Federal”, disse o secretário.

Rocha ressaltou que as conversas foram com objetivo de ampliar a capacidade de escoamento das principais commodities produzidas e exportadas por Mato Grosso do Sul. “Tratamos das BRs 262, 267, 163 e 158 que precisam de soluções rápidas, dado o tamanho dos investimentos que estamos atraindo para o Estado”, explicou.

As operações na área da celulose, já considerada uma das maiores do mundo e que ganha novos contornos com o projeto Cerrado da Suzano, em Ribas do Rio Pardo, foi destaque para tratar a temática da BR-262. A rodovia é importante eixo para o trânsito da matéria-prima das fábricas que já estão instaladas em Três Lagoas e que agora precisam ampliar a capacidade de tráfego, para atender a demanda de Ribas do Rio Pardo. “Saímos com R$ 425 milhões do Governo Federal já para esse primeiro trimestre de 2023. Parte deste recurso servirá para recapear a 262 e abrir terceiras vias entre os municípios de Ribas a Água Clara, que já estamos com um grande gargalo”, explicou.

Obras de Construção da ponte Internacional que liga Porto Murtinho ao Paraguai – (Foto: Edemir Rodrigues)

Além desta BR, a 267, 158 e 419 estão no escopo dos investimentos. Já o imbróglio da BR-163, a equipe do Governo de Mato Grosso do Sul tratou com a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) a possibilidade de uma relicitação para concluir o projeto de duplicação total da via em território sul-mato-grossense.

“Levantamos também a proposta do Estado assumir esses projetos de concessão das rodovias federais 262 e 267, assim como fizemos com a MS-306, MS-112 e das BRs 158 e 436”, ressaltou.

A garantia de R$ 93 milhões para alça que dará acesso à ponte da Rota Bioceânica, em Porto Murtinho, também foi importante conquista. “São 11 quilômetros de um projeto de engenharia de primeiro mundo e o Estado está inserido nele”.

Ribas do Rio Pardo

Projeto Cerrado da Suzano, em Ribas do Rio Pardo (Foto: Edemir Rodrigues)

Nesta terça-feira (14), uma equipe de secretários do Estado acompanhará o governador Eduardo Riedel para uma visita técnica em Suzano. Na pauta está a ampliação das parcerias entre Estado, Prefeitura e Suzano para infraestrutura urbana na cidade. “Estamos atuando de perto com a prefeitura e cumprindo todos os acordos firmados quando trouxemos esse investimento bilionário para o Estado. Obviamente que novas demandas vão surgindo e, por isso, nosso intenso diálogo para atuar conforme a necessidade se cria”, explicou o secretário.

Outros investimentos de MS

No retorno de Brasília, o Governo de MS também conseguiu mais R$ 104 milhões para a conclusão do contorno rodoviário de Três Lagoas. A obra iniciada no ano passado, com aporte de R$ 28 milhões da então senadora Simone Tebet, está orçada em R$ 150 milhões, com o recurso garantido nesta última semana, o investimento está praticamente pago. “Devemos entregar essa obra em até dois anos. Fundamental para retirar de dentro de Três Lagoas o fluxo de caminhões, principalmente os que são da atividade da celulose, ou seja, investimentos que convergem com os planos de desenvolvimento socioeconômico de Mato Grosso do Sul”.

Campo Grande

Avenida dos Cafezais, parte do projeto das Moreninhas (Foto: Edemir Rodrigues)

A presença do Governo do Estado em Campo Grande também foi destacada pelo secretário. “Só este ano já firmamos convênio com a Capital de R$ 150 milhões, mas a atuação do Estado em Campo Grande é enorme”, disse, pontuando alguns investimentos como o acesso às Moreninhas – obra aguardada há 30 anos pela população – e que está sendo realizada com recursos 100% do Estado de Mato Grosso do Sul.

Beatricce Bruno, Comunicação da Casa Civil
Foto destaque: Max Arantes

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias