sábado, 25 maio 2024

Casal de líderes indígenas é assassinado em aldeia de MS, suspeito é preso
Polícia

Casal de líderes indígenas é assassinado em aldeia de MS, suspeito é preso

Redação
19 setembro – 2023 | 14:14

A rezadeira guarani-kaiowá Sebastiana e seu marido Rufino são encontrados mortos em sua residência, após incêndio suspeito.

A trágica descoberta chocou a comunidade indígena Guassuty, em Aral Moreira, Mato Grosso do Sul, quando os corpos carbonizados da respeitada líder religiosa Sebastiana e de seu marido, Rufino, foram encontrados na manhã desta segunda-feira em sua residência.

Sebastiana, amplamente reconhecida em sua comunidade como nhandesy – termo guarani que se traduz como “nossa mãe” –, não apenas liderava, mas também realizava rituais espirituais tradicionais na mesma casa onde ela e Rufino foram tragicamente mortos.

O delegado Maurício Vargas, que lidera a investigação, sinalizou que o suspeito deste atroz assassinato pode ser um parente do casal. Assim que a notícia do crime chegou às autoridades, equipes foram imediatamente mobilizadas em uma busca intensa pelo suspeito, que culminou em sua prisão na tarde do mesmo dia.

Tonico Benites, coordenador regional da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) em Ponta Porã, expressou profundo pesar pela perda e destacou a importância de Sebastiana para a comunidade Guassuty.

A motivação para o crime ainda é desconhecida, mas a investigação está em andamento e procura determinar se o incêndio foi usado como meio para encobrir o homicídio.

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias