quarta-feira, 17 jul 2024

Ciclone extratropical causa destruição e mortes no Sul e Sudeste; massa de ar frio deve baixar as temperaturas
Geral

Ciclone extratropical causa destruição e mortes no Sul e Sudeste; massa de ar frio deve baixar as temperaturas

Redação
14 julho – 2023 | 16:16

Quatro pessoas morreram em três estados diferentes devido à passagem do ciclone; previsão é de temperaturas baixas e possibilidade de geada.

Após a passagem de um ciclone extratropical que causou destruição e alagamentos em diversas cidades do Sul e Sudeste do Brasil, a previsão é de uma massa de ar frio que deve reduzir as temperaturas nessas regiões nesta sexta-feira (14).

Ventos fortes causam estragos no interior do Rio Grande do Sul – Defesa Civil/RS

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão para o Rio Grande do Sul é de que os ventos percam intensidade, mas o céu permaneça nublado, com possibilidade de chuvas isoladas. As temperaturas não devem ultrapassar os 13°C, com mínima de 8°C. No Paraná, a mínima prevista é de 5°C e a máxima de 14°C. Em São Paulo, os termômetros podem chegar a 10°C na mínima e 16°C na máxima.

Há risco de geada moderada numa faixa que se estende do Rio Grande do Sul até o extremo sul do Mato Grosso do Sul. Além disso, os efeitos do ciclone extratropical ainda deixam o mar agitado e com condições para ressaca ao longo de todo o litoral sul, com ondas que podem ultrapassar os 3 metros, com picos de até 4,5 metros.

Estragos feito pelo ciclone extratropical que atingiu o Rio Grande do Sul. Foto: Defesa Civil/RS

A passagem do ciclone deixou um saldo de quatro mortes em diferentes estados das regiões Sul e Sudeste. No Rio Grande do Sul, um homem de 68 anos morreu após a queda de uma árvore sobre uma casa. Em Brusque, Santa Catarina, um homem de 40 anos morreu após uma árvore cair sobre a escada em que ele estava. No litoral de São Paulo, uma idosa de 80 anos morreu por causa de um galho que caiu sobre um cabo de alta-tensão. Em São José dos Campos, uma jovem de 24 anos foi atingida por uma árvore enquanto fazia aula de autoescola e não resistiu aos ferimentos.

Nível dos rios subiu em várias cidades gaúchas – Defesa Civil/RS

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul estima que mais de 17 mil pessoas foram afetadas pela passagem do ciclone, com 234 desabrigados e 331 desalojados.

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias