quarta-feira, 17 jul 2024

CNA Requer Medidas de Crédito Emergenciais para Socorrer Pecuaristas
Agronegócio

CNA Requer Medidas de Crédito Emergenciais para Socorrer Pecuaristas

Redação
18 setembro – 2023 | 14:14
Foto: Gabriel Faria /Embrapa

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil solicita ao Ministério da Agricultura a criação de linhas de crédito rural emergenciais e a prorrogação de operações de financiamento.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) solicitou ao Ministério da Agricultura a implementação de ações emergenciais para apoiar os pecuaristas afetados pela recente queda nos preços do leite e da carne bovina, conforme divulgado em comunicado.

Medidas de Socorro Entre as ações solicitadas, todas relacionadas a crédito, a CNA pede a criação de linhas de crédito rural emergenciais e a prorrogação de operações de custeio e investimento para os pecuaristas prejudicados pela redução das cotações. “A implementação dessas medidas é essencial para manter a produção de proteínas animais no campo, garantindo a geração de empregos e divisas no país, evitando a saída de produtores da atividade e a possível escassez desses alimentos no médio e longo prazo”, ressaltou a entidade no comunicado.

Justificativa da Solicitação O ofício, assinado pelo presidente da CNA, João Martins, foi direcionado ao ministro da Agricultura, Carlos Favaro. Martins justifica a solicitação devido às “quedas bruscas que têm ocorrido no mercado de proteínas animais”. De acordo com a CNA, as cotações da arroba do boi gordo tiveram uma queda significativa em 2023, incluindo uma redução de 34,1% no preço do boi gordo em São Paulo, no período de um ano, até setembro. “A erosão das margens do setor é evidente ao constatarmos uma queda de 41,3% no período, retornando aos níveis de 2020”, afirmou Martins no documento.

Impacto nas Importações de Leite Em relação ao leite, a CNA afirma que o setor está sendo impactado pelas altas importações do produto, que somaram 1,42 bilhão de litros de janeiro a agosto deste ano. “O valor do leite recebido pelo produtor caiu cerca de 27% nos últimos 12 meses, enquanto os custos reduziram apenas 7,4% no mesmo período, erodindo as margens de um setor composto, em sua maioria, por pequenos e médios produtores”, declarou a CNA.

Pedidos Adicionais A entidade também solicita a criação, pelo governo, de uma linha de crédito de capital de giro para produtores que optem por não comercializar o produto em um cenário de preços baixos, e a extensão do prazo de reembolso para a contratação de crédito de custeio pecuário com recursos obrigatórios direcionados à retenção de matrizes bovinas. Outra reivindicação é a prorrogação das operações contratadas entre 1º de janeiro de 2021 e 1º de setembro de 2023 para produtores que comprovem dificuldades temporárias para o reembolso do crédito devido à queda de preços ou dificuldades de comercialização. Adicionalmente, no contexto de crédito, a CNA sugere ao governo a concessão de novos prazos para o reembolso dos créditos de custeio com recursos controlados, inclusive dos fundos constitucionais, contratados de 1º de setembro de 2023 a 1º de janeiro de 2025, e a autorização para renegociação das operações de crédito rural contratadas e vencidas entre 1º de janeiro de 2021 e 1º de setembro de 2023.

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias