Colheita de soja ganha ritmo e chega a 6% da área no Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
21/01/2019
Redação

A colheita da safra 2018/2019 de soja atingiu 6% da área cultivada no Brasil, de acordo com levantamento realizado pela consultoria AgRural e divulgado na última quinta-feira, dia 17. O número representa avanço de quatro pontos percentuais sobre os 2% de uma semana antes e mantém boa vantagem sobre 0,8% de um ano atrás e o 1,2% da média de cinco anos.

O tempo mais seco dos últimos dias fez os trabalhos de campo em Mato Grosso saltarem de 3,9% para 12,8%, o que colocou o estado na dianteira da colheita no país, à frente do Paraná. Há um ano, 2,8% da área mato-grossense estava colhida.

No Paraná, que uma semana atrás já havia colhido 6% de sua área, a colheita chegou a 11,9%, bem acima do 0,3% da média de cinco anos. A região oeste segue puxando os trabalhos, com produtividades entre 20 e 55 sacas por hectare.

Em Goiás, 4,1% da área de soja está colhida, ante 1,6% uma semana anterior e 0,2% na média de cinco anos. Mas os produtores estão preocupados com a falta de chuva e as temperaturas altas que têm predominado desde a virada do ano.

Em Mato Grosso do Sul, 3% da área está colhida, contra 0,2% na média de cinco anos. Em Maracaju, no sul do estado, a média das primeiras áreas tem ficado em torno de 30 sacas por hectare devido ao tempo quente e seco de dezembro. Mas a expectativa é de que as médias melhorem conforme a colheita for avançando.

Na região do Matopiba, que engloba áreas do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, as pancadas esparsas trouxeram alívio para boa parte dos produtores, mas ainda há áreas que precisam de chuva, especialmente na Bahia.

No Rio Grande do Sul, as chuvas frequentes têm favorecido o desenvolvimento das lavouras, mas a umidade dificulta os tratos culturais e há casos isolados de perdas por alagamento.

Também já há colheita em Minas Gerais, com 2,7% da área, São Paulo, com 0,9% e Rondônia, com 7% da área colhida.

Produção

No último levantamento, a AgRural reduziu a estimativa de produção de soja no ciclo 2018/2019 do Brasil de 121,4 milhões para 116,9 milhões de toneladas devido à irregularidade das chuvas e ao calor de dezembro, que castigaram principalmente as lavouras mais precoces do Paraná e de Mato Grosso do Sul.

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp