Com apoio do Senar/MS, Sindicato Rural de Maracaju lança livro contando a história da agricultura do município

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
07/07/2022
Por: Vanessa Bordin

Projeto foi realizado durante a pandemia da Covid-19, ouvindo mais de 20 produtores rurais de Maracaju, muitos que são imigrantes, e que contribuíram para o desenvolvimento da agricultura e da aplicação de tecnologias nas lavouras

 Com apoio do Senar/MS, o Sindicato Rural de Maracaju lançou, durante a 51ª Expomara, um livro que traz um resgate histórico sobre o surgimento do município e da formação da agricultura, o desenvolvimento tecnológico e, principalmente, sobre o ranking que coloca Maracaju no cenário nacional em relação à produção agrícola como um dos oito municípios mais ricos da agricultura atualmente.

O livro: A História da Agricultura de Maracaju, dos Campos de Vacaria para o maior Produtor de Grãos do Mato Grosso do Sul, se consagra como um trabalho sério e de valorização à todas as famílias maracajuenses que se dedicaram no agronegócio nas últimas décadas, que contribuíram para a construção dessa história e àquelas que vieram de outros lugares, muitas da Holanda e de estados brasileiros como Rio Grande do Sul e o Paraná, trazendo a vontade de desbravar as terras de Maracaju e o conhecimento mais técnico na produção de algumas culturas, como soja e milho.

Quem escreve o livro é a jornalista paranaense Vanessa Bordin, que se mudou em 2020 para Maracaju e recebeu o convite do Sindicato Rural para fazer parte do projeto e escrever toda a história. Vanessa é formada há 17 anos em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. Tem experiência com jornalismo de TV, sendo repórter por 10 anos e passagens por assessoria de imprensa pública e privada, em empresas como a Itaipu Binacional. “O convite para escrever o livro foi uma grande oportunidade, tanto em conhecer os produtores, em ouvir as histórias deles, e em filtrar e contar essas histórias depois. Para mim, representa um marco na carreira profissional e um lindo trabalho que realizamos, buscando preservar cada história e trazendo de forma cronológica até o momento atual”, destacou a jornalista e escritora.

Para o presidente do Sindicato Rural de Maracaju, Fábio Caminha, o projeto do livro é um presente para a comunidade e para toda região de Mato Grosso do Sul, em conhecer mais sobre a história da agricultura de um município que é berço de tecnologias e referência na agricultura. “Apostamos no livro como um projeto de resgate histórico, como trabalho fundamental para ficar registrado para as futuras gerações. Contar uma história é mergulhar em fatos que aconteceram, é estudar, pesquisar e, sobretudo, é aprender também. E isso, vem ao encontro do nosso propósito à frente do Sindicato, que é de transformar realidades por meio da Educação e da leitura”, enfatizou o presidente.

 

Idealização

A ideia do livro partiu, ainda em 2020, do Núcleo de Mulheres do Sindicato Rural. A Diretora, Ana Nery Terra Souza, conta que sentiu essa necessidade em deixar registrada a história da agricultura e valorizar o papel das famílias e do produtor rural de Maracaju. “Nos sentimos orgulhosos em ter realizado e entregue o livro para o município. Um trabalho feito com muito carinho e responsabilidade. Uma benção ter a nossa história registrada e assim como esta, muitas outras histórias poderão ser contadas, em novas edições”, frisou Ana Nery.

 

Propósito

Nesta primeira edição, foram impressos em torno de 500 exemplares, sem nenhum caráter lucrativo. Boa parte já foi entregue durante a cerimônia de lançamento do livro, realizada em junho, durante a Expomara. A partir de agora, a intenção da diretoria do Sindicato Rural é poder distribuir o restante dos exemplares para as escolas municipais. “Já soubemos do interesse da Secretaria Municipal de Educação em inserir o livro na grade de conteúdo para aulas de história, o que é muito interessante pois representa uma valorização do trabalho que realizamos e, também, uma valorização da própria história da agricultura local”, ressaltou o presidente do Sindicato.

Sobre o livro

A História da Agricultura de Maracaju tem mais de 140 páginas, dividido em seis capítulos trazendo a história desde a fundação de Maracaju, a formação das fazendas, os primeiros moradores, até a chegada das famílias, a implementação da soja no lugar do arroz nos anos 1960, a aplicação das tecnologias e o desenvolvimento, década por década deste setor. O livro traz embasamento teórico, com base em bibliografias pesquisadas e entrevistas exclusivas com produtores rurais. É um convite para conhecer mais o que aconteceu nas terras de Maracaju e entender como um município onde eram campos de vacaria, próprio para pecuária, se desenvolveu e se tornou potência da agricultura, referência nacional.

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp