Com aumento nas exportações de carne e celulose, balança comercial de MS segue positiva

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
04/09/2019
Redação

O saldo entre tudo que Mato Grosso do Sul vendeu e comprou do exterior entre janeiro e agosto deste ano supera R$ 2 bilhões positivos, com destaque para o aumento nas exportações de carne bovina (+24,15%) e celulose (+10,84%). Os números constam da Carta de Conjuntura de setembro (ACESSE AQUI), elaborada pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

“Notamos que o Estado continua expandindo seu mercado no exterior, com mudanças no ranking dos principais produtos. É o caso da soja, que apresenta queda de 44,16% no volume de venda, enquanto o milho teve alta de 266%. Já a celulose se mantém no topo com faturamento de US$ 1,380 bilhão no período”, analisa o secretário Jaime Verruck.

A China permanece sendo o principal destino das exportações do Estado, com 43,82% do total da pauta; Japão (124,25%) e Estados Unidos (85,15%) aparecem com expansão expressiva na compra de produtos sul-mato-grossenses. Os norte-americanos já figuram entre os principais parceiros comerciais, perdendo apenas para chineses e argentinos. Influenciado pela celulose, Três Lagoas continua sendo o município com maior volume de exportações (51,52%), seguido de Campo Grande (8,65%) e Dourados (7,47%).

Com relação às importações, o gás natural boliviano representa quase metade (49,82%) do que o Estado compra do exterior, um pouco abaixo do que representava no mesmo período do ano passado (53,31%). Em segundo vêm produtos químicos inorgânicos, tecidos e produtos metalúrgicos, que juntos somam 22% do montante importado.

Texto: João Prestes – Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro)