Maracaju/MS
21°C
Clear sky
quarta-feira
31°C
14°C
quinta-feira
31°C
14°C
Maracaju/MS
21°C
Clear sky

Comércio noturno de Maracaju se prepara para reabrir hoje

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
29/07/2020
Redação
Bares, restaurantes, lanchonetes e assemelhados se preparam para voltar a funcionar durante a noite nesta quarta-feira (29/7). Desde o dia 29 de junho, decisão do MPE (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) obrigou donos desses estabelecimentos a trabalharem das 19h às 23h, apenas no modo delivery (entrega) ou retirar no local. Na época, o argumento usado pelo MP foi o aumento de casos da Covid-19 no município.
No entanto, após conversas, os comerciantes e o Ministério Público entraram num acordo e a partir de hoje, se a taxa de contágio do Novo Coronavírus se manter abaixo dos 20%, o comércio noturno voltará a atender consumidores no local, desde que respeitando normas de segurança contra o vírus que já deveriam ter virado hábito como distância de aproximadamente um metro e meio, higienização do local.
Em nota enviada à imprensa na semana passada (22/7), o documento ressalta que, “com o referido acordo judicial, restou estabelecido que, caso a taxa de transmissibilidade da Covid-19 (critério objetivo e científico) esteja, no dia 29 de julho de 2020, abaixo dos 20%, as atividades do comércio noturno de Maracaju poderão voltar ao atendimento de forma presencial, respeitados, por óbvio, todas as restrições fixadas pelo decreto municipal vigente, tais como: limitação de capacidade de atendimento, distanciamento social, higiene, uso de máscaras, dentre outras”.
Porém, se esse índice ultrapassar os 20% haverá novo fechamento para atendimento presencial, de todos os estabelecimentos noturnos, academias, templos religiosos, instituições de ensino, sem prejuízo de outras atividades que possam gerar aglomeração se dará de forma imediata.
Relembre o fechamento
De acordo com o documento enviado ao Maracaju Hoje, “o comércio de alimentos prontos para o consumo poderão atuar em sistema de retirada e entrega, devendo permanecer com portas fechadas, sem mesas e cadeiras, sendo expressamente proibido o consumo local”.
À época, o MPE alegou o aumento exponencial de casos confirmados da Covid-19 no município que até o boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde ontem (28/6), aponta 49 contaminados e 42 em isolamento domiciliar.
Caso não haja cumprimento da determinação, o Ministério Público poderá aplicar multa diária de R$ 50 mil.
A decisão alega ainda que como Rio Brilhante também concentra alto número de contaminados pelo Novo Coronavírus, e lá, o comércio está fechado, os moradores podem se deslocar até Maracaju em busca de lazer e do comércio local, expondo as duas cidades a mais casos positivos da Covid-19.

Em outro documento, o MPE cita que em contato com os médicos do Hospital local [Municipal Soriano Corrêa da Silva], caso medidas de distanciamento social mais rigorosas não sejam adotadas, Maracaju pode sofrer um surto da doença, colocando a saúde num colapso, isto é, com pacientes contaminados e sem atendimento médico.

Luiz Guilherme – Maracaju Hoje
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp