Confira o que muda: Riedel e Barbosinha apresentam o novo organograma do Governo de MS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
06/12/2022
Redação

A apresentação foi feita aos deputados estaduais na manhã desta terça-feira (6), na presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul

O governador eleito de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, apresentou nesta terça-feira (6), o novo organograma do Governo do Estado. A reunião, que aconteceu na presidência da Assembleia Legislativa, contou com a presença dos deputados estaduais e do coordenador da transição, o vice-governador eleito e então deputado estadual, Barbosinha, que explanou detalhadamente para os parlamentares sobre as alterações que ocorrerão na estrutura organizacional da próxima administração.

ORGANOGRAMAS 2023 - v0512

De acordo com Eduardo Riedel não haverá alteração no número de secretarias existentes no Estado, portanto permanecerão onze e as mudanças são de nomenclatura e todas elas, exceto a educação, sofreram reestruturação em sua organização atual. “Nós temos um grupo de trabalho muito técnico na transição, que foi liderado pelo nosso vice-governador Barbosinha e que estudou detalhadamente a estrutura existente no Governo do Estado e juntos chegamos à conclusão do organograma apresentado aos parlamentares hoje e que possui um único objetivo, otimizar as áreas e garantir a dimensão das políticas públicas existentes em nosso Plano de Governo”, explicou o novo governador.

Eduardo Riedel disse ainda que a reestruturação apresentada visa garantir as premissas de seu novo governo. “O organograma apresentado irá garantir que tenhamos um Mato Grosso do Sul mais inclusivo, próspero, verde e digital. Nosso foco é a transversalidade, a modernização, a redução de custos e a inclusão, com uma estrutura organizacional enxuta nas onze secretarias, com pessoas e processos orientados para resultados eficientes e transformadores”, ressaltou Riedel.

Já o futuro vice-governador Barbosinha, que coordenou os trabalhos da equipe de transição, todo o conjunto técnico do trabalho possui uma atenção especial nas estruturas de gestão que permitam potencializar resultados nos temas que nós definimos, através de uma análise em questões referenciais da ONU (Organização das Nações Unidas). “Todo o nosso organograma visa potencializar questões que foram embasadas nos seguintes princípios: participação popular; cidadania e dignidade da pessoa humana, inclusão social e digital, moralização e transparência da gestão pública e o desenvolvimento sustentável”, explicou o vice-governador.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Corrêa, explicou que após a aprovação do organograma, que será feita em acordo de liderança no plenário da Assembleia Legislativa, o próximo passo é votar os dois Projetos de Lei que envolvem a questão, que são a reestruturação da administração pública a reacomodação dos cargos que sofreram alterações. “Agora os projetos seguem para as comissões específicas da Casa de Leis, serão estudados e nós vamos dar celeridade ao processo, convocaremos sessões extraordinárias se for necessário e a partir do dia da posse o nosso futuro governador já poderá ter a sua administração organizada para iniciar o seu governo”, concluiu o deputado.

Confira o que muda:

Novo organograma

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp