Maracaju/MS
24°C
Scattered clouds
segunda-feira
30°C
20°C
terça-feira
23°C
17°C
Maracaju/MS
24°C
Scattered clouds

Confirmando favoritismo, A Pesada é bicampeã do carnaval de Corumbá

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
27/02/2020
Redação
Baianas e carro alegórico da Pesada: escola levou a comunidade para cantar seu enredo de 50 anos na avenida

Campo Grande (MS) – O favoritismo se confirmou: a A Pesada sagrou-se bicampeã do carnaval de Corumbá, com um samba-enredo que festejava seus 50 anos de fundação e reviveu as conquistas e ascensão da agremiação, uma das mais estruturadas da cidade. Também cotada para a disputa do título, a Major Gama, mesmo sem penalização, classificou-se em sexto lugar.

Foram dois dias – domingo e segunda-feira – de desfile das nove escolas de samba, transformando o circuito do samba – Avenida General Rondon e a Praça Generoso Ponce – em um grande espetáculo de cores, brilho, luxo e alegria dos ritmistas e passistas. Corumbá realizou um dos melhores carnavais dos últimos anos, com o apoio do Governo do Estado.

Bateria da Império do Morro com sua rainha, Lucila, dando show na avenida: nota dez

“Fizemos um grande carnaval, graças a parceiro do nosso governador Reinaldo Azambuja e do prefeito Marcelo Iunes, mas precisamos avançar mais, atrair o empresariado para investirem nas escolas de samba”, afirmou Zezinho Martinez, presidente da Liesco (Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá). “Podemos crescer muito com o empresário do nosso lado.”

Giro da economia

A cidade recebeu milhares de turistas, lotando os hotéis, pousadas e casas, movimentando toda a cadeia produtiva. Na próxima semana, a prefeitura vai divulgar a estatística da festa, com previsão de um movimento financeiro de R$ 13 milhões, enquanto o investimento total foi de R$ 3,5 milhões. O Governo do Estado destinou R$ 700 mil para a festa deste ano.

A apuração dos desfiles das escolas de samba e blocos ocorreu no final da tarde de quarta-feira, na Passarela do Samba, com a presença maciça da torcida da Pesada, que já contava com a vitória. Os jurados avaliaram oito quesitos: enredo; samba-enredo; casal de mestre-sala e porta-bandeira; comissão de frente; bateria; harmonia e evolução; fantasias e alegorias.

Classificação

A Pesada alcançou 157,9 pontos na conquista do bicampeonato, sem nenhuma penalização. Mesmo perdendo com seis décimos, a Império do Morro sustentou o segundo lugar, com 153,6 pontos, e em terceiro, ficou a Mocidade da Nova Corumbá, que foi penalizada com quatro décimos por extrapolar o tempo limite de 70 minutos do desfile, com 152,5 pontos.

Entrega do troféu de campeã ao presidente da Pesada, Ney Colombo

A classificação da Vila Mamona em quarto lugar foi inesperada, com a penalização da escola em três pontos. A escola chegou aos 151,5 pontos, um décimo a mais que a Estação Primeira do Pantanal, com 151,4 pontos. A Major Gama, cotada entre as favoritas, ficou em 6º lugar, com 150,2 pontos; em 7º, Acadêmicos do Pantanal, com 149,2; em 8º, Imperatriz Corumbaense, 148,6; e em 9º, Marquês de Sapucaí, com 147,4 pontos.

Entre os blocos oficiais, o campeonato ficou com o Vitória Régia, que somou 79,6 pontos. Em segundo, Clube dos Cem, com 78,4 pontos, e em terceiro, Nação Zumbi, com 78,3 ponto.

Desfile do Bloco Vitória Régia, campeão em disputa acirrada

Consagração

O bicampeonato da Pesada é resultado de um trabalho realizado o ano todo, sob o comando do seu fundador e presidente, Ney Colombo, que desfilou em um dos carros alegóricos. O mérito da escola, segundo críticos do carnaval local, é seu envolvimento com a comunidade, a qual participa diretamente do desfile, ocupando espaços destaque, como o de rainha da bateria.

A superioridade da escola ficou tão evidenciada na Avenida General Rondon, após seu desfile, na segunda-feira, que se confirmou em uma premiação que antecede a divulgação das notas dos jurados: o Esplendor do Samba, evento em sua 11ª edição promovido por um site local, onde quem opina são profissionais de imprensa convidados.

Torcida da Pesada na Avenida General Rondon, comemorando o título

A Pesada recebeu o Esplendor do Samba como melhor escola e ainda levou três placas douradas, em harmonia e evolução, fantasias e alegorias e bateria. Na apuração dos jurados, a escola foi a única a levar dois dez em bateria e recebeu a nota máxima também em enredo, fantasia e comissão de frente. O evento foi realizado no Hotel Nacional.

Texto e fotos: Sílvio de Andrade – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp