sábado, 25 maio 2024

Coordenadoria de Imigrantes reúne mais de 300 pessoas que buscam regularizar documentação

Coordenadoria de Imigrantes reúne mais de 300 pessoas que buscam regularizar documentação

29 maio – 2023 | 13:13

Palestra “Naturalizar-se Brasileiro” tirou dúvidas sobre emissão e renovação de passaporte e outros documentos.

A Coordenadoria Especial dos Imigrantes realizou, neste domingo (28), encontro com a comunidade de estrangeiros que moram em Dourados. Com a palestra “Naturalizar-se Brasileiro”, o evento, no auditório da Prefeitura de Dourados, reuniu aproximadamente 300 pessoas e teve objetivo de orientar e esclarecer as dúvidas de imigrantes sobre a emissão de documentos e renovação de outros, como o passaporte.

Entre as pessoas convidadas pela CEI, José Murtinho, do Setor de Imigração da Polícia Federal, explicou os trâmites necessários para a regularização de diversos documentos. Segundo Jean Kenson Jolne, coordenador do CEI, essa é a dúvida mais frequente entre os imigrantes que buscam regularizar a situação para viveram no Brasil.

Uma dessas pessoas é a haitiana Melissa Ceneus. A mulher de 34 anos está há dez morando no Brasil. Neste período, residiu em Santa Catarina, São Paulo e mora em Dourados desde 2017, no bairro Esplanada. Há cinco anos trabalha na Perdigão e agora quer se naturalizar brasileira. “Estou feliz no Brasil, trabalhando e me sentindo acolhida em Dourados onde moro há seis anos. Quero me naturalizar e também regularizar a situação do meu filho, que trouxe do Haiti no começo do ano”, disse.

Junto com ela estava o jovem Santo Ferrus, 19 anos, que nasceu na República Dominicana. Santo morou também no Haiti e, no Brasil há três anos, está trabalhando, quer também regularizar seus documentos e foi atendido pessoalmente por Jean. “Essa é a situação mais comum e por isso esses encontros são importantes. Organizamos neste domingo justamente para facilitar o contato com essas pessoas que, na maioria, já trabalham em empresas de Dourados”, explica o coordenador da CEI.

Mais de quatro mil imigrantes vivem em Dourados, com destaque para os venezuelanos, haitianos e paraguaios. Mas cidadãos de outras nações como Argentina, Colômbia, Marrocos e Senegal também estão cadastrados no órgão. “Todos que não puderam comparecer neste encontro, podem procurar a CEI durante a semana que a nossa equipe está à disposição para atendê-los”, completa Jean.

O escritório da Coordenadoria Especial dos Imigrantes está na rua João Rosa Góes, 395, antigo prédio da Prefeitura de Dourados, no Centro da cidade. O atendimento, de segunda a sexta-feira, começa às 7h30 e segue até às 13h30.

Santo Ferrus (dir) nasceu na República Dominicana e está no Brasil há três anos.

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias