Copa do Mundo Sub-20 feminina: um guia da disputa que começa domingo, na França

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
02/08/2018
Redação

Seleção brasileira na chegada à França (Foto: Twitter )

A Copa do Mundo masculina acabou em julho, mas outra disputa Fifa tem início no próximo domingo. O Mundial Sub-20 feminino ocorrerá entre 5 e 24 de agosto, na França, com 16 seleções participantes. A Coreia do Norte entra em campo para defender seu título assegurado na edição de 2016 em vitória por 3 a 1 diante da França na decisão. Um dos desafiantes será o Brasil, que garantiu a melhor colocação na competição em 2006 com o terceiro lugar – os jogos da Seleção terão transmissão do SporTV. China, Inglaterra, França, Alemanha, Gana, Haiti, Japão, México, Holanda, Nova Zelândia, Nigéria, Paraguai, Espanha e Estados Unidos são os outros países participantes. O blog Dona do Campinho apresenta cada uma das equipes presentes.

Brasil

Tendo como melhor colocação o terceiro lugar em 2006, na Rússia, a seleção brasileira garante a marca de nunca ter ficado fora de uma edição de Copa do Mundo da categoria. O feito é dividido com Alemanha, Estados Unidos e Nigéria. Para chegar ao torneio, o time comandado por Doriva Bueno levou o título do Sul-Americano, vencendo os sete jogos com 30 gols marcados. A estreia é diante do México, domingo, às 8h30 (de Brasília) com transmissão ao vivo no SporTV. O segundo duelo será diante da Inglaterra, dia 8 de agosto, 8h30, com transmissão pelo SporTV 2. A Seleção encerra a primeira fase diante da atual campeã Coreia do Norte, dia 12, às 8h30, ao vivo pelo SporTV. Olho nela: entre as convocadas, destaque para a atacante Geyse, 20 anos, 12 gols marcados em sete jogos na disputa sul-americana. Ela se transferiu para a Europa na última temporada para atuar pelo Madrid. Este ano, fechou com o Benfica. Ela já foi convocada para a seleção principal.

Inglaterra

É a quinta participação da “Young Lionesses”. Em 2002, na primeira edição, realizada no Canadá, diante das donas da casa, acabaram deixando a competição nas quartas de final com Laura Bassett, Fara Williams and Alex Scott no time. O confronto foi marcado pela atuação brilhante de Christine Sinclair. Olho nela: Mo Marley é a treinadora da equipe (sub-19) desde 2001. Em 2017, chegou a ser cotada para assumir a seleção principal feminina depois da saída de Mark Sampson, envolvido em denúncias de discriminação racial e de gênero, mas a FA optou por Phil Neville. Marley também comandou ao mesmo temo o Everton Ladies até 2012.

França

A seleção francesa – Les Bleuettes como são conhecidas – garantiu a melhor colocação com o vice em 2016 diante da Coreia do Norte – derrota por 3 a 1, em Papua Nova Guiné. Olho nela: a goleira Mylene Chavas ganhou a luva de ouro na edição de 2016.

China

A China volta a disputar um Mundial Sub-20 depois de não ter estado na edição de 2016. A seleção do país teve seu grande momento quando chegou a duas finais em sequência nas edições de 2004 e 2006, mas acabou ficando com o vice-campeonato. Olho nela: a meia Xie Qiwen, 19 anos, marcou o gol diante da Inglaterra no último jogo antes da participação no Mundial.

Alemanha

Está entre as grandes vencedoras da competição. Levou o título em 2004 contra China, em 2010 diante da Nigéria – com a estrela Marozsan como destaque – e em 2014 contra a Nigéria novamente. Perdeu em 2012 para os Estados Unidos. Olho nela: capitã do time e camisa 8, Jana Feldkamp tem a experiência de disputa o Campeonato Alemão pelo Essen. No jogo do último dia 10 de junho, diante do Haiti por 4 a 1, foi responsável pela assistência em um dos gols de Freigang, camisa 10.

Gana

As “Black Princesses”, como são conhecidas, chegam a sua quinta edição consecutiva do Mundial Sub-20, esperando finalmente garantirem classificação além da fase de grupos. Olho nela: Rafia-Alhassan Kulchirie tem apenas 16 anos e já integra a seleção sub-20.

Haiti

A classificação da seleção haitiana é inédita não somente no Mundial feminino Sub-20, mas para qualquer nível de seleções femininas. Olho nela: a capitã Nerilia Mondesir, camisa 10 e 19 anos, marcou quatro gols para a equipe na disputa da Concacaf sub-20.

Japão

A “Young Nadeshiko” teve suas melhores colocações em 2012 e 2016 com o terceiro lugar. Em 2014, as japonesas não garantiram classificação mesmo meses depois do título mundial do time sub-17. Olho nela: Peça decisiva no título asiático sub-19, Riko Ueki leva a camisa 19 à costas, sua idade. Uma das apostas japonesas ao torneio.

Coreia do Norte

É a atual campeã da disputa, tendo vencido a França na decisão. Sofreu apenas um gol durante toda a etapa qualificatória à competição. Olho nela: Sin Jong Hyang é uma das integrantes da solida defesa do time.

As atuais campeãs chegaram na quarta à França (Foto: Twitter )

As atuais campeãs chegaram na quarta à França (Foto: Twitter )

México

É a oitava participação da seleção no torneio. Alcançaram as quartas de final em três oportunidades: 2010, 2012, 2016. Olho nela: A goleira Emily Alvarado ganhou o prêmio de melhor da posição na classificatória da Concacaf ao Mundial.

Holanda

As herdeiras da atual campeã da Euro adulta chegam com a marca de terem garantido pela primeira vez a classificação ao Mundial da categoria. Olho nela: camisa 10, Nathalie Van Den Heuvel é atacante e atua pelo Heerenveen.

Nova Zelândia

Participa pela sétima vez da disputa. A disputa em 2006 marcou a estreia da seleção no torneio. Para chegar nesta edição, venceu a qualificatória da Oceania com um detalhe impressionante: foram 48 gols em cinco partidas. Olho nela: Sam Tawharu foi responsável por 9 dos 48 gols.

Nigéria

Participou de todas as edições do Mundial Sub-20 feminino. Alcançou a final em duas vezes, 2010 e 2014, tendo perdido para a Alemanha nas duas oportunidades. Olho nela: Ao lado de Princella Adubea, de Gana, Rasheedat Ajibade, camisa 8 e 18 anos, foi a maio goleadora da disputa qualificatória à competição.

Paraguai

É a segunda participação do Paraguai no Mundial da categoria. Fizeram sua primeira aparição em 2014. Olho nela: Epifania Benitez, ex-jogadora da seleção paraguaia, é a treinadora do time desde março de 2017.

Espanha

Será a terceira participação espanhola na Copa do Mundo Sub-20 feminina. A estreia foi em 2004. O time chega à disputa com o cartaz do time sub-19, campeão da Euro da categoria este mês. Olho nela: Patri Guijarro foi a artilheira da Euro sub-19 com cinco gols e é destaque no Barça, seu clube.

Estados Unidos

Os Estados Unidos são um dos grandes protagonistas das edições do Mundial Sub-20, tendo avançado no mínimo às quartas de final em oito oportunidades e tendo vencido o torneio três vezes – 2002, 2008 e 2012. As americanas jogam com a pressão de não terem vencido a classificatória da Concacaf ao perderem nos pênaltis para as mexicanas. Olho nelas: Jaelin Howell, 18 anos, a jogadora foi a responsável por 168 passes dos 1605 feitos pelo time durante o campeonato sub-20 da Concacaf, garantindo a liderança entre as atletas do grupo; Sophia Smith, que marcou em todos os últimos nove jogos dos EUA na reta final de preparação.

Veja os grupos da primeira fase da Copa do Mundo Sub-20 feminina:

Grupo A: França, Gana, Nova Zelândia e Holanda
Grupo B: Brasil, Coreia do Norte, México e Inglaterra
Grupo C: Estados Unidos, Japão, Paraguai e Espanha
Grupo D: Haiti, China, Nigéria e Alemanha

footer (Foto: infoesporte)

Fonte: Globo Esporte

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp