Crianças de 3 e 4 anos já podem tomar segunda dose da vacina contra covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
16/08/2022
Redação

Pais ou responsáveis devem ir à UBS mais próxima com o Cartão SUS e Caderneta Vacinal

A Prefeitura de Dourados, através da Sems (Secretaria Municipal de Saúde), segue com a vacinação contra a covid-19 em todas as faixas etárias. As doses estão disponíveis em todas as UBS (Unidade Básica de Saúde) e na sala de vacinação do PAM (Pronto Atendimento Médico).

O Núcleo de Imunização busca agora melhorar o índice do esquema vacinal de crianças entre 3 e 4 anos, que, segundo o calendário, chegou no momento da segunda dose. O intervalo entre as duas doses é de, no mínimo, 28 dias. A vacina foi liberada no dia 15 de julho, quando o Ministério da Saúde seguiu a orientação da Anvisa. Em Dourados, o imunizante da Coronavac, único autorizado para essa faixa etária, começou a ser aplicado no dia 19.

De acordo com Edvan Marcelo Marques, gerente do Núcleo de Imunização, a segunda dose é fundamental para manter as crianças protegidas contra a covid-19. “Essa dose completa o esquema vacinal e é de fundamental importância para a sua eficácia. Ou seja, em caso de contato com coronavírus, a doença não evolui para um quadro de maior gravidade”, explica.

Os pais ou responsáveis devem levar o Cartão SUS e a Caderneta Vacinal da criança na UBS do seu bairro. Se os pais ainda não levaram os filhos para tomar a primeira dose, devem fazê-lo o mais rápido possível e sem receio. “As vacinas são seguras, todas elas, inclusive a da covid-19. A Anvisa só libera vacinas após diversos testes, comprovando que são seguras e eficazes. Não deixem seus filhos expostos à doenças que tenham proteção”, completa Edvan.

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp