Deputados sinalizam comissão para apurar impactos da paralisação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
29/05/2018
Redação

Durante sessão na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS) na manhã desta terça-feira, os deputados estaduais sinalizaram abertura de comissão para apurar os impactos causados pela paralisação dos caminhoneiros que já dura mais de uma semana. No início desta tarde, os parlamentares devem se reunir com o governador Reinaldo Azambuja para discutir o assuntos e buscar medidas.

O presidente da ALMS, Junior Mochi (MDB), autorizou que os colegas tivessem cerca de 15 minutos cada para comentarem sobre a atual situação. Eduardo Rocha (MDB) criticou a postura do presidente Michel Temer. “Temos que avançar e terminar com essa greve urgente. Vivemos momento excepcional que merece medidas excepcionais. Não podemos mais brincar, está na hora do Brasil inteiro se unir“, disse Rocha.

“Falar que não está tendo cirurgia eletiva agora, isso não tá tendo já há muito tempo. Caminhoneiros estão com protesto legítimo sim, mas não podem parar o Brasil. É preciso rever a medida para o álcool e gasolina aqui no Estado. Temer precisa fazer com que seja cumprida a legislação, diminuindo impostos”, disse o deputado Paulo Siufi (MDB).

Por sua vez, Amarildo Cruz (PT), questionou sobre a morosidade do Congresso quanto à resolução do problema. “Está comprovado que o transporte desse país consegue parar a economia do Estado. Estou admirado como o Congresso brasileiro está lidando com a situação. Cadê o Congresso brasileiro?”, questionou.

Para Zé Teixeira (DEM), o país está vive o caos. “O Brasil está falido. Os Estados estão falidos. Não existe democracia se houver 35 partidos. Não é política que vai resolver esta situação, porque o problema é de ordem econômica. O governo já diminui o ICMS de 17% para 12%, mas existe cartel no combustível e um vício de salve-se quem puder”.

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp