quarta-feira, 28 fev 2024

Desmatamento do Cerrado de MS é o maior desde 2019, aponta Inpe

Desmatamento do Cerrado de MS é o maior desde 2019, aponta Inpe

05 maio – 2023 | 15:15
Área de Cerrado desmatada em Mato Grosso do Sul.

Órgão federal começou a medição em 2019; parcial pode ser ainda maior.

O acumulado de alertas de desmatamento no Cerrado de Mato Grosso do Sul, neste ano, está em 83,64 km² (quilômetros quadrados), segundo dados divulgados nesta sexta-feira (5) pelo Deter (Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real), do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Essa é a maior marca para os quatro primeiros meses do ano em toda a série histórica, iniciada em 2019 para o bioma. O recorde ocorre tanto no Estado quanto no Brasil inteiro.

O índice acontece antes mesmo dos números do Inpe serem fechados para o mês de abril, o que pode aumentar ainda mais a taxa na próxima semana, quando forem divulgados os valores diários de 28, 29 e 30 de abril.

O Cerrado é o segundo maior bioma do País em extensão, superado apenas pela Amazônia. Em Mato Grosso do Sul, o bioma ocupa a primeira posição em território – seguido pelo Pantanal e Mata Atlântica.

No Cerrado sul-mato-grossense, ao todo, foram 223 avisos. Março teve o maior número, de 30,25 km². Neste período, o estado da Bahia teve a maior área com avisos de desmatamento – foram 757,65 km², seguido pelo Maranhão (339,28 km²).

Os alertas do Inpe são feitos pelo Deter, que produz sinais diários de alteração na cobertura florestal para áreas maiores que três hectares (0,03 km²) – tanto para áreas totalmente desmatadas como para aquelas em processo de degradação florestal (por exploração de madeira, mineração, queimadas e outras).

O dado não é o oficial de desmatamento, mas alerta sobre onde o problema está acontecendo. O Prodes (Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite) é considerado o sistema mais preciso para medir as taxas anuais.

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias