Maracaju/MS
26°C
Light Rain
quinta-feira
27°C
20°C
sexta-feira
30°C
19°C
Maracaju/MS
26°C
Light Rain

Detran-MS publica calendário de licenciamento anual e alerta sobre extinção do modelo antigo em 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
03/12/2020
Redação

O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) publicou na edição desta quinta-feira (03) do Diário Oficial do Estado, o calendário de vencimento do Licenciamento Anual do exercício de 2021. Como estabelecido pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), a novidade para o próximo ano é a extinção do documento impresso no papel moeda, que passará a ser expedido somente em meio eletrônico, no novo modelo.

Nos 10 primeiros meses deste ano, a autarquia contabilizou um recorde dos últimos 9 anos, contado com 890.701 licenciamentos pagos. Até o momento, esse número já passou para 940.662 licenciamentos quitados, ou seja, 60,21% da frota do Estado quitaram o licenciamento anual, em meio a pandemia.

Para o diretor-presidente do órgão, Rudel Trindade Júnior, emitir o licenciamento anual sem precisar se deslocar a uma agência já é uma realidade no Estado, a qual os clientes têm se adaptado muito bem.

“A impressão do documento em casa, implantada em julho, foi responsável pelo crescimento nas quitações de licenciamentos. De maneira totalmente digital e com total segurança, essa é uma das facilidades que proporcionamos aos clientes e que continuará evitando o deslocamento desnecessário às agências”, finaliza.

Desta forma, a partir de abril do próximo ano, os proprietários deverão emitir a guia (boleto de pagamento) excepcionalmente no aplicativo do Detran ou no portal de serviços Meu Detran, www.meudetran.ms.gov.br.

Após o pagamento da guia, os proprietários deverão imprimir o CRLV-e (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo Eletrônico) no papel comum (A4), também no portal de serviços na opção “Baixa de CRLV” ou utilizar a versão digital do documento no aparelho celular ou no tablete, baixando o aplicativo CDT (Carteira Digital de Trânsito).

O documento impresso no papel comum tem a mesma validade que o modelo antigo e conta com os mesmos campos de observações sobre o veículo e informações sobre o seguro DPVAT (Danos pessoais causados por veículos automotores de via terrestre).

Os proprietários de veículos registrados em Mato Grosso do Sul devem ficar atentos às datas de pagamento, que são definidas de acordo com o número final da placa do veículo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp