DOF já supera primeira quinzena de 2019 na apreensão de maconha, cigarro e agrotóxico.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
16/01/2020
Redação

O Departamento de Operações de Fronteira (DOF), já ultrapassou os seus próprios números recordes de 2019 nos primeiros 15 dias deste ano. Durante a primeira quinzena de 2020, os policiais já efetuaram a apreensão de quase 4 mil quilos de maconha, número superior aos 3.3 mil quilos apreendidos no mesmo período do ano passado.

Com relação ao cigarro aos números são ainda mais expressivos, dobrando o volume já apreendido este ano. Somente nestes 15 dias, já foram retirados de circulação mais de 11 mil pacotes de cigarro contrabandeado, o dobro dos 5.500 do mesmo período de 2019. Com relação ao agrotóxico o aumento foi ainda maior, chegando a mais de 100% de crescimento.

Com a função de realizar o patrulhamento itinerante da fronteira do Estado com o Paraguai e a Bolívia, no combate aos crimes fronteiriço, o DOF tornou-se referência no país no combate ao tráfico de drogas e contrabando.

Ano a ano, a unidade de fronteira tem superado seus próprios números, que já são expressivos, alcançando em 2019 o recorde histórico na apreensão de maconha, e pela primeira vez em 32 anos de criação, ultrapassou as 100 toneladas de maconha apreendidas em um único ano.

De acordo com o subdiretor da unidade, tenente coronel J. Roberto, este aumento representa o trabalho contínuo e esforço dos policiais no combate aos crimes de fronteira.

“São policiais treinados, capacitados, dedicados e que buscam a cada dia melhorar as técnicas para tirar de circulação esses produtos ilícitos e pessoas que cometem esses crimes, tornando nossa fronteira um lugar mais seguro”, conclui o subdiretor.