terça-feira, 28 maio 2024

Dourados é a primeira cidade do Brasil a fazer vacinação em massa contra a dengue
Dourados

Dourados é a primeira cidade do Brasil a fazer vacinação em massa contra a dengue

Redação
15 dezembro – 2023 | 13:13
Alan Guedes e Waldno Lucena mostram a vacina da dengue que será aplicada a partir de janeiro (Foto: Rodrigo Pirola/Prefeitura de Dourados)

Parceria da Prefeitura de Dourados com o laboratório japonês Takeda vai imunizar 150 mil pessoas de 4 até 60 anos

O município de Dourados será o primeiro do Brasil a receber vacinação em massa contra a dengue. O anúncio foi feito pelo prefeito Alan Guedes nesta sexta-feira (15) em entrevista coletiva com detalhes da ação que começa no dia 3 de janeiro. O secretário municipal de Saúde, Waldno Lucena, o adjunto Raphael Mattos, o gerente do Núcleo de Imunização, Edvan Marcelo Marques e Devanildo de Souza Santos, coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiológica.

De acordo com Alan Guedes, parceria com o laboratório japonês Takeda, garantiu doses suficientes para imunizar 150 mil douradenses entre 4 e 59 anos e 11 meses. “A vacina Qdenga já está aprovada pela Anvisa e na rede privada há alguns meses. O laboratório entendeu que Dourados oferece as condições necessárias para essa ação em massa, como pudemos ver no trabalho realizado durante a vacinação contra a covid-19 que agora esperamos repetir com sucesso nessa que é a maior intervenção em saúde coletiva do município”, afirma”.

Waldo Lucena explicou que o plano de imunizar boa parcela dos douradenses partiu da Sems (Secretaria Municipal de Saúde). “Eu costumo dizer que nós não fomos escolhidos, fomos aceitos dada as condições que oferecemos. Encaminhei o pedido no dia 31 de agosto e, para minha surpresa, 16 dias depois veio a resposta que eles aceitariam. Nós temos a expertise adquirida durante a pandemia da covid-19 de vacinar uma população inteira, além de termos algumas características, como número de casos de dengue considerável e de população específica”.

Sems já recebeu 90 mil doses para iniciar a campanha (Foto: Rodrigo Pirola/Prefeitura de Dourados)

Segundo o secretário, a contrapartida para o laboratório será o envio dos dados para estudo técnico. “O que eles querem é que a gente informe o sistema oficial de monitoramento para que a pesquisa continue, o que, normalmente, nós já fazemos”, afirma.

O ciclo completo de imunização é atingido com as duas doses e a Qdenga, apresentou nos ensaios clínicos, ter eficácia geral de 80,2% contra a dengue causada por qualquer sorotipo após 12 meses da segunda dose. A vacina também reduziu as hospitalizações em 90%. “Esse número é importantíssimo. Podemos reduzir o número de internações gerais para o que temos de pacientes na UTI e mais ainda o número de óbitos”, completa Waldno.

Campanha

A campanha de vacinação contra a dengue começa no dia 3 de janeiro, com a distribuição dos imunizantes para todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS). “Vamos ter a oferta das vacinas na área urbana, nas unidades dos distritos e ainda nas reservas indígenas. Paralelamente a isso, vamos montar estratégias direcionadas com unidades móveis visitando empresas, o comércio e buscar levar as doses ao maior número de pessoas possível nos dois ou três primeiros meses”, explica Edvan Marcelo Marques, do NI.

Segundo o laboratório Takeda, a vacina Qdenga garante imunização contra a dengue por até cinco anos. “Até lá esperamos ter a vacina fazendo parte do Plano Nacional de Imunizações [PNI] do Ministério da Saúde para que todos sigam protegidos”, conclui Waldo Lucena.

Detalhes da campanha de vacinação foram passadas em entrevista coletiva (Foto: Rodrigo Pirola/Prefeitura de Dourados)

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias