terça-feira, 16 abr 2024

Em encontro com Ministro Blairo Maggi, Paulo Corrêa pede incentivo para pequenos frigoríficos de MS

Em encontro com Ministro Blairo Maggi, Paulo Corrêa pede incentivo para pequenos frigoríficos de MS

22 setembro – 2017 | 14:14

Ao participar nesta quinta-feira (21) em Campo Grande do lançamento do Plano Agro +, o Presidente da Comissão de Turismo, Indústria e Comércio da Assembleia Legislativa, deputado Paulo Corrêa (PR), fez um apelo ao Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, para criação de um projeto que garanta o desenvolvimento dos pequenos frigoríficos de Mato Grosso do Sul, além da redução da taxa de juros paga pelos produtores rurais.

Presidindo a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga a atuação da JBS em MS e que já identificou mais de R$ 500 milhões em fraudes cometidas pela empresa contra o fisco do Estado, Paulo Corrêa destacou que é necessário desconcentrar a venda de carne e incentivar o desenvolvimento dos pequenos frigoríficos, o que, segundo ele, vai beneficiar tanto o Estado quanto os produtores.

“Estamos passando momentos muito difíceis aqui. E queria que vossa excelência pudesse levar essa preocupação ao presidente Temer. Sou presidente de uma CPI que trata do JBS e estou impressionado porque essa empresa já chegou a matar 60% do gado que sai do Mato Grosso do Sul. Hoje, depois do episódio, está em torno de 38%. Queria que o MAPA pensasse em um programa de apoio ao pequeno e médio frigorífico do nosso Estado. Não podemos deixar mais uma empresa receber tanto recurso do povo brasileiro e fazer investimentos fora do país”, disse ao representar a Assembleia no evento.

Paulo Corrêa também afirmou que com implantação de frigoríficos menores o produtor poderá vender o gado à vista, já que hoje o prazo para recebimento é de 30 dias. “Temos que levar em consideração que se a gente tiver menores indústrias, pequenas e médias, vamos conseguir o sonho da classe produtora, de poder vender o gado à vista. Outro pedido que faço é a  redução do juros para o produtor que realmente trabalha. Precisamos de um juros subsidiado. Não vamos nos preocupar tanto em bancar grandes empresas, mas sim em fazer com que o pequeno e médio produtor do nosso estado e do nosso país tenha acesso à taxas de juros menores, porque é isso que segura o Brasil, é a produção rural”, finalizou.

Plano Agro +

Iniciativa do Ministério da Agricultura, o Plano Agro + tem por objetivo desburocratizar e melhorar a competitividade do agronegócio nacional. A adesão do Estado vai possibilitar agora uma discussão com a classe produtora para identificar os principais gargalos do setor.

Para isso, Mato Grosso do Sul terá que atender alguns critérios e medidas adotadas pelo MAPA. Com isso, a meta do governo federal é aumentar, em 5 anos, a participação dos produtores brasileiros no mercado internacional de 7% para 10%.

De acordo com o ministro a iniciativa é importante para abrir novos mercados para exportação e importação, além de garantir uma maior visibilidade do que é produzido pelo Brasil.

Para o deputado Paulo Corrêa, a preocupação do MAPA em trazer o Plano Agro + para MS reforça que a produção do Estado é fundamental para o desenvolvimento do País.

“É uma iniciativa muito importante, do ponto de vista de termos crédito e taxa de juros diferenciadas para a produção rural. A visita do ministro aqui só reforça que, com a “ancora verde” Mato Grosso do Sul é um dos estados que mantém o Brasil andando”, disse.

Edilene Borges

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias