Escolas e universidade de MS passam a ter serviço de apoio psicológico para alunos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
20/10/2020
Redação
Atendimento será gratuito e ainda será regulamentado

A REE (Rede Estadual de Ensino) e a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) passarão a contar com um serviço de apoio psicológico e social aos alunos. É o prevê lei sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e publicada na edição desta terça-feira (20) do DOE (Diário Oficial Eletrônico).

Caberá à direção do estabelecimento detectar a necessidade de encaminhar o aluno, comunicando os pais ou responsáveis ou o próprio estudante, se for maior de idade. Se aceitar, ele passa pelo atendimento, que é gratuito.

O Estado apontará os profissionais dentre o funcionalismo público que poderão atender os alunos. Esse serviço será financiado com recursos próprios, suplementados se houver necessidade. A lei passa a valer a partir de hoje, mas ainda cabe regulamentação.

Apresentado no ano passado pelo deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB), o projeto foi aprovado em redação final na semana passada pela Alems (Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul).

Na justificativa, o parlamentar argumentou que jovens podem necessitar desse apoio ao enfrentarem problemas familiares, doenças como depressão e até provocar ferimentos em si mesmos e cogitar suicídio.

“É sabido que, muitos jovens estão solitários e com enormes dificuldades de conviverem num ambiente de muita competição. Atualmente, o jovem estudante tem encontrado dificuldades para conseguir um estágio ou emprego definitivo para começar sua vida profissional, nas condições em que os pais o fizeram outrora”, escreveu.

Adriel Mattos/midiamax

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp