quarta-feira, 21 fev 2024

Estado destina R$ 3,5 milhões para revitalização da antiga rodoviária de Campo Grande
Governo do MS

Estado destina R$ 3,5 milhões para revitalização da antiga rodoviária de Campo Grande

Redação
04 outubro – 2023 | 14:14

Em um nova parceria com a Prefeitura de Campo Grande, o Governo do Estado firmou convênio de R$ 3,5 milhões para ajudar na obra de revitalização da área pública da antiga rodoviária da cidade, o Terminal Rodoviário Eduardo Laburu. Os recursos serão repassados ao município em quatro parcelas, conforme a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul), que publicou o extrato do convênio no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (4).

A antiga rodoviária de Campo Grande foi construída nos anos 1970. Depois de décadas de funcionamento no centro da cidade, o espaço foi desativado e acabou degradado com o tempo. Com a ideia de resgatar a história do local, a prefeitura iniciou em julho do ano passado a obra de requalificação da área pública, já que parte do prédio é propriedade privada. O investimento anunciado à época foi de R$ 16,5 milhões, sendo R$ 15,3 milhões do Ministério do Desenvolvimento Regional, empenhados por meio de emenda parlamentar federal e o restante de contrapartida municipal.

“Essa é mais uma parceria do governador Eduardo Riedel com a população de Campo Grande. Recentemente, firmamos convênios de mais de R$ 50 milhões para obras de infraestrutura urbana, asfalto, recapeamento e drenagem. Agora, com esse novo recurso, o Governo do Estado ajuda a acelerar o andamento da obra da antiga rodoviária, que é muito aguardada pelas pessoas”, destacou o secretário Hélio Peluffo, da Seilog (Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística).

Segundo o projeto, a obra consiste na revitalização de 11.902 m² de área pública total, dividida entre o prédio da antiga rodoviária, a área onde funcionava o terminal de ônibus do transporte coletivo e o quadrilátero de calçadas das ruas Joaquim Nabuco, Dom Aquino, Vasconcelos Fernandes e Barão do Rio Branco. O edifício onde funcionavam as lojas ficou de fora da obra, pois é particular.

O prédio da Rua Joaquim Nabuco, onde funcionavam as plataformas de embarque e desembarque (térreo) e onde eram vendidos os tíquetes para viagens (piso superior) será revitalizado. Pisos serão trocados e redes elétrica e hidráulica serão substituídas. As estruturas das lajes serão refeitas e a antiga escadaria que não atende mais as normas da construção civil será substituída por escadas novas. Neste local vão funcionar as instalações da Funsat (Fundação Social do Trabalho de Campo Grande) e da Guarda Municipal, com elevador e rampas, devido às normas de acessibilidade.

Já o local onde funcionava o terminal do transporte coletivo, na Rua Vasconcelos Fernandes, será totalmente demolido para dar lugar a um estacionamento com 69 vagas, sendo 50 convencionais, nove para idosos, sete acessíveis e três para viaturas.

As calçadas do quadrilátero das ruas Joaquim Nabuco, Dom Aquino, Vasconcelos Fernandes e Barão do Rio Branco terão acessibilidade e paisagismo. O projeto prevê a colocação de piso tátil, rampa de acesso para pessoas que utilizam cadeiras de rodas e o plantio de centenas de árvores e plantas, como jabuticabeiras, ipês amarelos, bananeiras ornamentais e palmeiras real.

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias