Expansão de cultivos em regiões do MS pode favorecer próximas colheitas no estado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
19/03/2019
Redação

De acordo com a Embrapa Agropecuária Oeste, novas fronteiras agrícolas contribuem para a cadeia produtiva em formação

Por: Vanessa Bordin

A soja ainda é considerada a principal cultura do Mato Grosso do Sul, estado que está entre os principais no ranking de produção nacional de grãos. A estimativa para a safra 2018/2019 é colher em torno de 9 mil toneladas, depois do Mato Grosso e do Paraná. Os dados são da Embrapa Agropecuária Oeste, que sinalizou a expansão de cultivos em novas fronteiras agrícolas, o que pode contribuir para a melhoria da cadeia produtiva Sul-Mato-Grossense.

A área total de soja plantada no Mato Grosso do Sul corresponde a 2,5 milhões de hectares, boa parte concentrada na região centro-sul, com destaque para os municípios de Maracaju, Ponta Porã, Sidrolândia e Dourados. Já na entressafra, as áreas de cultivo da soja são ocupadas quase que 70% para produção do milho safrinha, outro sistema de produção importante nestas regiões.

Para a safra 2018/2019, especialistas estimam boa produção, apesar da previsão ser 15% inferior às estimativas iniciais, em razão das chuvas recorrentes dos últimos meses. A água em excesso prejudicou uma parte das lavouras do centro-sul do estado, áreas em que a Embrapa Oeste vem estudando, com foco em estratégias de manejo que propiciem maior estabilidade da atividade agrícola ao produtor e com menor impacto ambiental.

“As adversidades climáticas são recorrentes na região, por isso as informações de manejo que minimizem esses impactos negativos são fundamentais. Além do mais, há expansão de cultivos em novas fronteiras agrícolas, onde a necessidade por informações é ainda maior, pois são áreas de solos menos férteis e com a cadeia produtiva em formação”, avalia o agrônomo Rodrigo Arroyo Garcia, da Embrapa Agropecuária Oeste.


Gargalos
Nas lavouras do centro-sul, o manejo fitossanitário é um dos principais gargalos da sucessão soja/milho, pois há intensificação na utilização de defensivos agrícolas, além da perda da eficiência de alguns produtos químicos. Para a Embrapa Oeste, algumas transgenias, como a resistência do milho a lagartas, também vem perdendo eficiência.

“Para a soja, destaca-se a doença denominada de ferrugem asiática. Para pragas, o percevejo marrom ganha destaque. O percevejo barriga-verde, na cultura do milho, também vem ganhando importância nas últimas safras, devido ao grande potencial de danos. O uso adequado dos produtos químicos e o monitoramento das áreas são estratégias preconizadas pela pesquisa e assistência técnica. Nesse contexto, o manejo integrado de pragas, denominado de MIP, é um grande exemplo de sucesso e que deve ser adotado”, explica o agrônomo.


Desafios
Para as próximas safras, safrinha e safra 2019/2020 os desafios são o planejamento cada vez mais eficiente para que o produtor possa obter melhores resultados na produção e na produtividade.

“Os custos de produção da sucessão soja/milho vem aumentando significativamente nas últimas safras. Nesse sentido, o planejamento e as tomadas de decisões adequadas são essenciais para maior estabilidade da atividade agrícola do produtor rural. Questões climáticas desfavoráveis também são recorrentes na região, e já fazem parte da rotina do produtor. Cabe ao produtor adotar práticas agronômicas de manejo adequadas, sempre levando em conta o custo de produção. Desse modo, há possibilidade de obtenção de produtividades elevadas associadas com riscos menores”, pontua Rodrigo Arroyo.

 

Jornalista: Vanessa Bordin
DRT: 779/MA
Fotos: Júlio Cesar Salton (Embrapa Agropecuária Oeste)

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp