sexta-feira, 21 jun 2024

Festival de Inverno de Bonito combina diversão infantil do Mundo Bita e cultura refinada da dança contemporânea
Festival de Bonito

Festival de Inverno de Bonito combina diversão infantil do Mundo Bita e cultura refinada da dança contemporânea

Redação
30 agosto – 2023 | 11:11

A ponta do pé esquerdo sustenta esse lado do corpo em movimento sincronizado com o calcanhar do pé direito, única parte do membro a tocar o solo. De passo em passo Tita, como Maria Eugênia é conhecida, acelera o ritmo e transforma a oficina em uma verdadeira casa de dança antes de sair por aí como o boneco Cabeção, causando diversas reações em que é abordado por ela, de crianças a adultos, no espaço do Festival de Inverno de Bonito 2023 montado no CMU (Centro de Múltiplo Uso).

No mesmo espaço horas depois, crianças de todas a idades, adolescentes e seus pais se aglomeram perto do palco em busca do melhor lugar para acompanhar a apresentação do Mundo Bita, consagrado projeto de entretenimento infantil que foi criado em 2011 e desde então ganhou o Brasil.

Entre tantas atividades distintas, houve ainda o Batucando Histórias (projeto campo-grandense que une educação, teatro e música com brincadeiras, humor, folclore e cantigas), oficina de breaking e suas vertentes e as tradicionais atividades de desportivas, como vôlei de areia, futmesa, chute a gol, entre outras tantas opções disponibilizadas no local.

“Claro que o show [do Mundo Bita] foi o que nos trouxe aqui, principalmente. Mas não foi só isso. Minha irmã veio ontem e nos avisou que haviam outras atividades, então cheguei antes para que que meu filho pudesse aproveitar”, destaca Ivone Santos, ao lado do pequeno Luiz Neto, de seis anos.

Já Guilherme Santos, sobrinho de Ivone, tem oito anos e dançava, como conseguia, ao ritmo do breaking enquanto aguardava com ansiedade a entrada do Mundo Bita no palco. “Eu gosto de dançar. Gostei dessa música e então estou dançando”, diz o garoto, entre um pulo e outro.

Mas, e a Maria Eugênia? Tita foi a responsável por abrir as atividades desta sexta-feira (25) no CMU, levando a essência da dança para quem quisesse ali acompanhar, e depois usou desses elementos na intervenção do Cabeção, arrancando o riso fácil de quem fosse abordado.

“Trabalho as danças tradicionais brasileiras. Na oficina a gente vivencia alguns passos, alguns ritmos e trejeitos corporais que vem dessas danças, mas a gente procura experimentar eles do nosso modo, de como cada um incorpora esse vocabulário e reproduz a sua maneira”, explica.

Quanto ao Cabeção, o objetivo é o mais legítimo e ingênuo de todos: dar risada. “É um boneco que tem formato curioso e faz movimentos que as pessoas não entendem como é o mecanismo, e não é mesmo mecanismo nenhum. Ele gosta muito de brincar com todo mundo. Mesmo com aqueles que não estão muito preparados para brincar, ele vai cedendo e acaba brincando”, conclui.

ATENÇÃO IMPRENSA o pool de videos está disponível em: https://drive.google.com/file/d/1w6ytwyix6LbXxgUWvmkfZiDlXWQBHVIT/view

Confira as fotoshttps://www.festivaldeinvernodebonito.ms.gov.br/munda-bita/

Nyelder Rodrigues, Ascom FIB 2023
Fotos: Bruno Rezende

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias