Festival de Inverno de Bonito inspira na dança, teatro e música com artistas consagrados

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
08/07/2019
Subcom
Campo Grande (MS) – Na 20ª edição do Festival de Inverno de Bonito  – que acontece entre 25 28 de julho – o sul-mato-grossense terá oportunidade de assistir a espetáculos de teatro e dança premiados internacionalmente, praticamente inacessíveis a maioria da população. Um belo exemplo é o grupo mineiro Galpão, uma das companhias mais importantes do cenário teatral brasileiro, cuja origem está ligada à tradição do teatro popular e de rua. Criado em 1982, o grupo desenvolve um teatro que alia rigor, pesquisa e busca de linguagem, com montagem de peças que possuem grande poder de comunicação com o público. É um dos grupos brasileiros que mais viaja, não só pelo país como também pelo exterior, já tendo percorrido o território brasileiro de norte a sul e participado de vários festivais em países da América Latina, América do Norte e Europa. Em Bonito será apresentado o espetáculo “Os gigantes da montanha”.  A peça, de Luigi Pirandello, narra a chegada de uma companhia teatral decadente a uma vila mágica, povoada por fantasmas.

Na dança dois grandes grupos estarão no palco do Festival: o Grupo Ares com o magnífico espetáculo “Vertebral”  onde bailarinos atravessam o corpo dançante e acrobático em situações de desequilíbrio, suspensão, torções, queda e recuperação e o Quasar Cia de Dança que se inspirou na Bossa Nova para criar o espetáculo “O que ainda guardo”. A apresentação traz elementos que contam os 30 anos de existência da Quasar e suas características marcantes que são o estilo do movimento, o humor e a leveza na dança.

Tomando ainda a dança no Brasil como ponto de partida de estudo e reflexão, o artista performático e músico, Antônio Nóbrega, vem com “Com passo Sincopado”, um mix de vídeo,  performances e falas, onde ele apresenta o seu pensamento sobre uma dança brasileira contemporânea sistematizada a partir do encontro de matrizes corporais populares – passos, giros, meneios, molejos, gingados, etc. Conhecido em inúmeros países, entre eles Portugal, Alemanha, Estados Unidos, Cuba, Rússia e França. Nóbrega é detentor de inúmeros prêmios, entre os quais o TIM de Música, SHELL de teatro, Mambembe, APCA, Conrado Wessel etc.  O escritor Ariano Suassuna foi um dos seus maiores apoiadores.

E no 20º Festival de Inverno de Bonito tem música para todos os gostos. No elenco nacional o público vai sacudir com o ritmo baiano do grupo  BaianaSystem, cantar com os sertanejos Chryistian e Ralf, lembrar os sucessos da diva Gal Costa e matar as saudades do cantor Lenine, que vem ao Estado depois de nove anos da sua última apresentação no Festival América do Sul e do MS Canta Brasil em 2010, eventos realizados pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. Música boa, arte, cinema, teatro, dança, diversidade fazem parte deste caldeirão cultural que é o Festival de Inverno de Bonito. Quem vai perder?
Foto: Divulgação Grupo Galpão