Mais de 169 mil douradenses vão às urnas no próximo domingo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
29/09/2022
Redação
Em Dourados são 558 seções eleitorais para mais de 169 mil eleitores (Foto: Assecom)

São 80 locais de votação e eleitores podem levar colinha com os números de candidatos de preferência

No próximo domingo, 2 de outubro, acontece o primeiro turno das eleições no Brasil. Ao todo, mais de 156 milhões de eleitores estarão aptos a comparecer às urnas para eleger presidente da República, governadores, senadores e deputados federais, estaduais e distritais. Em Dourados, são aproximadamente 169 mil eleitores que votam em 80 locais diferentes, na cidade e nos distritos.

Neste ano, as eleições tiveram horários unificados em todo o Brasil, entre 8h e 17h (Brasília). No Mato Grosso do Sul, as seções abrem às 7h e os eleitores podem votar até às 16h. Caso o eleitor esteja na fila após esse período, o processo seguirá até que todos os que estejam esperando tenham votado. “Ao final do horário, havendo fila, o mesário da porta entrega senhas em ordem decrescente a quem estiver aguardando para votar. É o presidente que encerra a seção quando não houver mais eleitores”, explica Israel Lins, analista judiciário da 18ª Zona Eleitoral de Dourados.

Para evitar transtornos, o eleitor douradense pode, através dos meios eletrônicos, confirmar o local de votação e planejar sua ida com calma. Nos sites do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) o cidadão pode fazer a busca, devendo informar o número do CPF ou do título de eleitor, a data de nascimento e o nome da mãe. O resultado indicará os números da zona eleitoral, da seção eleitoral e o endereço do local de votação.

Em Dourados, são duas zonas eleitorais. A 18ª zona eleitoral tem 45 locais de votação, com 311 seções e onde votam 93.180 eleitores. Na 43ª zona eleitoral, são 35 locais de votação, 247 seções para 75.892 eleitores.

Celular

Aplicativo e-Título pode ser baixado até o dia anterior às eleições (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Pelo aplicativo e-título, além de saber o local de votação, o eleitor também pode ativar a localização do celular e ser guiado até sua zona eleitoral por meio de um mapa virtual. A ferramenta pode ser baixada gratuitamente e está disponível nas lojas de aplicativos dos sistemas operacionais Apple e Android até sábado (1º), dia anterior à eleição.

Para o eleitor que tem sua biometria cadastrada, o e-título também serve como documento de identificação para votar, substituindo o título de papel ou outro documento de identificação com foto.

Segundo Israel, a função do aparelho termina aí e deve ser deixado com o mesário até ser concluído o processo de votação. “O uso de qualquer equipamento que faça imagens dentro da cabine de votação é proibido para garantir a inviolabilidade do sigilo do voto. Isso não é novidade e está previsto na lei e nas resoluções do TSE faz muitos anos”.

Mas para a votação, o eleitor pode ter ajuda. “Se ele achar necessário levar uma colinha com os números dos candidatos de sua preferência para não esquecer, isso pode ser feito”, completa Israel.

Para facilitar, a orientação é para que essa cola seja feita com os números na ordem em que é processada a votação. Primeiro o eleitor escolhe o deputado federal, depois o deputado estadual, em seguida o senador, governador e fecha com a escolha do presidente.

Fake News

O TSE disponibiliza uma página para que o eleitor tire suas dúvidas em relação ao sistema de votação e mentiras, ou fake news, recebidas pelas redes sociais e aplicativos de mensagens. Basta clicar aqui e ter informações confiáveis sobre as eleições.

Urnas eletrônicas recebem um total de 12 lacres após serem preparadas para eleições (Foto: Assecom)

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp