Monica Riedel comenta que as sul-mato-grossenses serão ouvidas em todas as decisões

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
16/09/2022
Redação

Candidato ao Governo, Eduardo Riedel avisa: “A voz das mulheres vai ecoar em todo o Estado”“Todas nós, mulheres de Mato Grosso do Sul, temos nossos sonhos. Somos mulheres reais, com sonhos de verdade, e o Eduardo vai ouvir todas elas durante suas decisões no Governo do Estado”, disse Mônica Riedel, esposa de Eduardo Riedel, candidato ao Governo de Mato Grosso do Sul pela Coligação Trabalhando por um Novo Futuro (Número 45).

A reflexão de Monica ocorreu durante uma reunião com mulheres do Jardim Itamaracá, em Campo Grande, durante sua visita a um curso de salgados que aconteceu na casa da professora Édna Oliveira, moradora do bairro, e que faz parte do projeto Casa da Solidariedade, encabeçado pela Associação de Moradores do bairro.

O curso reuniu 40 mulheres que, juntas, colocaram a mão na massa para aprender um jeito a mais de gerar renda independente para cada uma delas. Mas, o que de fato querem as mulheres dos bairros de Campo Grande e de todo o Mato Grosso do Sul?

Liberdade financeira, qualificação profissional, um lugar seguro para deixar seus filhos enquanto trabalham. Elas buscam a melhora da qualidade de vida, espaços de lazer, saneamento básico, educação e saúde.

Estas foram apenas algumas das prioridades elencadas pelas mulheres do Estado e recebidas por Eduardo e Mônica a partir da ideia da “Árvore dos Sonhos”, criada durante uma reunião com centenas de mulheres em apoio à candidatura de Riedel. A “Árvore” surgiu com o intuito de dar ainda mais protagonismo para as demandas femininas. Mais de 1000 mulheres escreveram seus projetos para o futuro de MS e os fizeram “frutificar” nos ramos da árvore. “Não é só uma questão de falar o que querem, mas como querem que seja feito, de que maneira pretendem melhorar o estado. Por isso é tão importante ouvir todas vocês. Vamos governar com as mulheres”, disse Riedel na oportunidade.

“A árvore dos sonhos foi uma metáfora usada por nós, para abrir a voz para as mulheres de MS, para dividirem suas necessidades com a gente. Eu ando junto com o Eduardo e sempre comentamos sobre a responsabilidade de gerar expectativa nas pessoas. Isso é muito sério, e o que temos visto e ouvido, toda essa força, nos dá ainda mais combustível para levarmos a ‘voz das mulheres’ para todos os bairros de Campo Grande, através da árvore dos sonhos”, explicou Mônica.

QUALIFICAÇÃO, RENDA E EMPODERAMENTO

Na mesma pegada, as moradoras do Jardim Itamaracá abriram o coração, a casa, as receitas e o diálogo para elencar suas prioridades para o futuro.
Durante o encontro, Monica afirmou que está aprendendo muito durante as andanças de campanha e identifica o que as mulheres querem: dignidade. Não só nos serviços básicos, mas também na garantia de terem seus direitos sendo respeitados.
A Assistência Social é muito mais que ‘ajuda’. “Durante a campanha, Eduardo tem dito que é o trabalho que dá dignidades às mulheres e homens do nosso Estado, por isso vai investir e apoiar cursos de qualificação profissional”, afirma Mônica.

“Empoderamento é ter sua liberdade econômica por meio da geração de renda, e são nessas ações coletivas que cada uma aqui vai conquistar sua independência e fazer diferença na sua própria vida e no lar também”, afirmou Edna Oliveira, professora da Oficina de Preparo.

O Jardim Itamaracá tem mais de 40 anos, 7 mil moradores, segundo dados do Planurb. Cerca de 60% por cento dessa população é de mulheres. As principais reinvindicações delas são a reforma da Escola Municipal Antônio José Paniago, reforma e melhoria de condições e novas vagas para a Creche Cleber Brazil Ferreira (que atende crianças de 0 a 4 anos). O asfalto, que é um pedido antigo da população local, e segue entre as maiores demandas.

É importante lembrar que as políticas públicas sociais são medidas destinadas a atender demandas específicas da população, muitas vezes particularmente grupos discriminados e vitimados por algum mecanismo de exclusão. O que inclui na maioria das vezes mulheres, mães solo, mães que trabalham, vítimas de violência. No plano de governo de Eduardo Riedel se busca assegurar ou ampliar o acesso à escolarização, bens materiais e culturais, saúde, trabalho e segurança.

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp