sexta-feira, 21 jun 2024

MS completa 46 anos com grande festa no Parque das Nações Indígenas no dia 11
Cultura

MS completa 46 anos com grande festa no Parque das Nações Indígenas no dia 11

Redação
09 outubro – 2023 | 14:14

Mato Grosso do Sul celebra 46 anos de criação com uma grande festa no Parque das Nações Indígenas, dia 11, a partir das 15 horas, com apresentações musicais (com direito a artistas como Paulo Simões e Gabriel Sater), brinquedos, economia criativa nas tendas e praça de alimentação.

Os shows começam com Batucando Histórias e seguem com Maestro Martinelli; Violas Pantaneiras com Paulo Simões e João Ormond; e a noite termina com Gabriel Sater. O evento é uma realização do Governo de MS por meio da Secretaria de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania e Fundação de Cultura. A entrada é gratuita.

Onze de outubro de dois mil e vinte três, Mato Grosso do Sul comemora 46 anos de criação. Espaço geográfico oriundo do desmembramento de área que formava o Estado de Mato Grosso, então uno, situado no Oeste brasileiro, é cravejado de histórias de muito tempo, de bem antes de sua existência política.

O Estado é permeado por memórias e relatos de gente de várias origens, credos, raças e etnias que ultrapassam tempos e gerações. Povos originários do Brasil e povos que atravessaram rios (ou não) e mares, vindos de diversos cantos do mundo, aqui se estabeleceram e são responsáveis pela formação da diversificada malha cultural sul-mato-grossense.

Mato Grosso do Sul, um Estado marcado pela exuberância de sua fauna e flora, pode ser interpretado também como lugar de passagens, paragens, chegadas e partidas, de boiadeiros, boiadas, mascates e viajantes. A trabalho ou a passeio muitos desses que se aventuraram nessa terra promissora e resolveram fincar raízes aqui, no coração do Brasil.

Trouxeram junto, em suas bagagens, infinitas histórias, práticas e memórias muitas vezes esquecidas que, no entanto, precisam ser rastreadas, desarquivadas, enaltecidas e protegidas. O Governo de MS convida a todas para a comemoração desse Estado que traz em sua gente o espírito de luta por dias melhores, sempre, juntos celebraremos o nosso desenvolvimento.

O diretor-presidente da FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul), Eduardo Mendes Pinto, afirmou que o show é um presente para a população. “Será um momento de grande celebração do desenvolvimento do nosso Estado. A festa terá muita surpresas, show fantásticos, além de barracas com economia criativa e praça de alimentação. Será um dia de muita alegria para todos, venham para o Parque”.

Atrações

Batucando Histórias abre a festa para toda a família com uma apresentação que mescla histórias e músicas folclóricas com textos e melodias autorais. O grupo também também usa objetos do cotidiano, como talheres e copos, e também o próprio corpo, como bater palmas, para musicalizar as histórias e mostrar para as crianças que a música está em todo o lugar.

O Projeto “Violas Pantaneiras”, criado pelos cantores, violeiros e compositores João Ormond e Paulo Simões, em sua primeira apresentação em Mato Grosso do Sul, o Violas Pantaneiras terá alguns convidados especiais: a cantora Ana Rafaela e a dupla Nico e Lau, muito populares no Mato Grosso, e a cantora Flora Menezes (filha de Simões) e o sanfoneiro Guarany, da dupla com Tostão, representando Mato Grosso do Sul, além de uma banda de apoio recrutada entre os mais destacados músicos do nosso cenário.

Esse encontro de dois compositores/cantores e músicos revela a força da diversidade cultural da região pantaneira, mostrando uma pluralidade de ritmos fronteiriços: polka, chamamé, guarânia, rasqueado, modas e rancheiras. Com papel de destaque reservado à viola caipira, redescoberta e cada vez mais valorizada por novas gerações, ao lado da viola-de-côcho, instrumento rústico genuinamente pantaneiro.

Eduardo Martinelli, maestro, instrumentista, criador musical já atuou em colaboração com músicos de países como como EUA, Canadá, Itália, Espanha, Portugal, Coreia do Sul, Suíça, Paraguai, Bolívia, Venezuela, Uruguai, Trinidad Y Tobago e Costa Rica. Recentemente foi um dos diretores musicais responsáveis pelos concertos de música brasileira apresentados em Dubai-Emirados Árabes Unidos, durante a Expo-Dubai.

Brenner Rozales é um jovem concertista de destaque mundial em sua geração. No Brasil, atuou em importantes orquestras, tendo inclusive acompanhado artistas de grande projeção internacional como Andrea Boccelli.

Brenner (viola sinfônica) e Martinelli (violão) interpretarão músicas de diversos estilos, incluindo a música brasileira clássica e popular, bem como adaptações instrumentais da nossa música regional sul-mato-grossense.

Gabriel Sater pode ser chamado de multiartista: cantor, compositor, instrumentista, produtor musical e ator. Com mais de 20 anos de carreira, já conta com quatro CDs lançados.

De acordo com o site oficial do artista, ele usa como inspiração a convivência, desde a infância, com a família musical e com grandes nomes da música, principalmente a sertaneja. Em 2020, completou 20 anos de carreira musical e artística. Pretende trazer seu show cheio de personalidade para comemorar os 46 anos de Mato Grosso do Sul.

 

Serviço:

MS 46 Anos

Quando? 11 de outubro de 2023, a partir das 15h

Onde? Parque das Nações Indígenas

entrada é gratuita

 

Ana Ostapenko, FCMS

Fotos: Divulgação

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias