Maracaju/MS
24°C
Clear sky
Dourados/MS
23°C
Scattered clouds

MS supera meta na campanha de vacinação contra febre aftosa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
03/08/2021
Redação

Compromisso da cadeia produtiva com o Governo do Estado – através das ações da Semagro e da atividade diária da Iagro – em mudar o status sanitário de Mato Grosso do Sul, resultou na superação da meta de vacinação. Conforme relatório da campanha encerrada em 31 de julho, o Estado alcançou o índice de imunização de 99,69% do rebanho proposto.

O índice de cobertura vacinal dos animais passou de 99,49% na etapa de maio de 2020 para 99,69% na etapa de maio de 2021.

Essa porcentagem representa 18.653.836 bovídeos em 53.808 propriedades envolvidas na etapa de maio em todo o estado.

 O índice de cobertura vacinal de animais passou de 99,49% na etapa de maio de 2020 para 99,69% na etapa de maio de 2021.

Essa porcentagem representa 18.653.836 bovídeos em 53.808 propriedades envolvidas na etapa de maio em todo o estado.

Em números totais, o índice de vigilância em propriedades durante a etapa passou de 2,18% em maio de 2020 para 2,95 % na etapa de maio 2021, considerando as três modalidades de vacinação estratégica (vacinação assistida, fiscalizada e agulha oficial).

Lembrando que o mínimo preconizado é de 1% e também levando em conta o Ofício Circular 21/2020/DSA/MAPA em conjunto com o despacho emitido pelo Departamento de Saúde Animal, em 29/06/2020 que suspendeu a obrigatoriedade de realizar o mínimo de 1% das vigilâncias em razão da pandemia.

Para o Diretor Presidente da Iagro, Daniel Ingold, o compromisso e envolvimento do produtor aliado à competência dos profissionais da IAGRO e da cadeia produtiva, mesmo diante das restrições que a pandemia exige, provou que todos os envolvidos não medem esforços para elevar nosso Estado ao status de área livre de febre aftosa sem vacinação, auxiliando de forma crucial na realização das ações referentes ao Plano Estratégico do PNEFA 2017-2026.

O Secretário de Estado Jaime Verruck (Semagro) presidente do Comitê Estadual do Plano Estratégico do PNEFA, falou com satisfação dos números da campanha destacando que um dos dos principais objetivos estratégicos definido junto com o Governo Federal, pelo Governo do Estado é a mudança de status para ‘livre da febre aftosa sem vacinação’, em Mato Grosso do Sul.

“Para isso precisamos objetivamente, ter imunidade total do rebanho e não ter o vírus circulante. Para tanto, realizamos o recadastramento de bovinos, por que não tínhamos como avaliar um indicador de níveis de vacinação sem ter essa regularização de todo rebanho. A partir daí intensificamos as campanhas de vacinação e, os resultados mostram claramente que o pecuarista entendeu que um passo importante para a retirada da vacinação é termos uma cobertura vacinal satisfatória e que nos dê segurança”.

Jaime disse ainda que os 99,69%, registrados, é resultado do nível de conscientização do pecuarista, da excelência do trabalho da Iagro – que tem boa estrutura tecnológica e modernos sistemas – e que propiciaram agilidade no monitoramento e rápida identificação dos ausentes para torná-los ativos.

Recentemente, um Fórum do Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância para Febre Aftosa – PNEFA, realizado de formato virtual, apresentou um panorama do trabalho realizado em todo País, e no Estado do Mato Grosso do Sul em busca do status sanitário de “Livre da Febre Aftosa Sem Vacinação” exibindo importantes avanços conquistados até aqui.

kelly Ventorim, Semagro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp