No debate da TV Morena, Riedel diz que combate à corrupção continuará sendo sua prioridade

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
28/09/2022
Redação
Debate TV Morena

Candidato ao Governo do Estado, ele criou mecanismos que levaram MS a ser o no 5º Estado com mais transparência no Brasil

Eduardo Riedel (PSDB), candidato ao Governo de Mato Grosso do Sul pela Coligação Trabalhando por um Novo Futuro (Número 45), disse há pouco, durante o debate da TV Morena, que o combate à corrupção sempre foi uma prioridade em sua vida.

“Em toda a minha trajetória profissional e pública sempre atuei fortemente para reforçar os mecanismos de combate à corrupção. Tanto é que, no Governo, montamos a Controladoria Geral do Estado, com ouvidoria e controladoria. Não havia. Todos os órgãos de controle fazem seu trabalho, com concurso, cargos técnicos, um especialista que veio da Controladoria Geral da União para ocupar o cargo, e fez um belíssimo trabalho, inclusive afastando 5 servidores com problemas originados no governo anterior. Vamos trabalhar para prevenis e combater a corrupção”, avisou.

Respondendo à pergunta de Capitão Contar, Riedel lembrou que é ficha limpa e que nunca foi investigado por nenhuma irregularidade. “O senhor atribui a mim os problemas que por ventura tenham ocorrido no passado. Vamos debater o futuro e o que nós podemos fazer para combater a corrupção em MS. De minha parte, o aperfeiçoamento dos órgãos de controle será permanente”, avisou.

Eduardo Riedel foi o criador da Controladoria Geral do Estado (CGE) e de políticas públicas que transformaram o Mato Grosso do Sul no 5º Estado com mais transparência no Brasil (Mapa Brasil Transparente 2021). Com este background, ele mostrou, durante o “Debate Midiamax”, como pretende fortalecer o combate à corrupção no Estado.

“É fundamental combater a corrupção. Se há um inquérito, ele vai correr, e quem fez ilícito tem que pagar. Por isso, temos que buscar instrumentos preventivos e corretivos. No meu Governo, a CGE vai ter autonomia e ter todos os setores do Governo terão que seguir regras de compliance. Temos que ser intolerantes com a corrupção”, disse Riedel.

Há oito anos, o Mato Grosso do Sul ocupava a pouco honrosa última colocação do país em transparência. “Hoje a realidade é outra. Quem pratica ilícito tem que responder na justiça ou nos órgãos de controle. E assim será no meu governo”, avisou o candidato.

“A população tem o direito de saber onde e como são aplicados os recursos provenientes de seus impostos. E a única forma de garantir isso é estabelecendo políticas públicas de transparência e acesso fácil a estes dados. Desde 2015 o Mato Grosso do Sul tem feito isso, e nos próximos anos vamos aprimorar estes instrumentos”, disse Riedel.

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp