sexta-feira, 21 jun 2024

No “Dia da Luta Antimanicomial”, Prefeitura de Maracaju destaca ações do CAPS – Centro de Atenção Psicossocial

No “Dia da Luta Antimanicomial”, Prefeitura de Maracaju destaca ações do CAPS – Centro de Atenção Psicossocial

18 maio – 2023 | 18:18

Município tem reforçado ações no segmento de saúde mental.

A Prefeitura de Maracaju por meio da Secretaria Municipal de Saúde vem a público destacar as ações realizadas pelo CAPS – Centro de Atenção Psicossocial, especialmente nesta data de 18-05, quando se refere ao “Dia da Luta Antimanicomial”.

Conforme o Secretário de Saúde Thiago Olegário Caminha, na atual gestão, saúde mental é tratada com seriedade e ações efetivas.

“Uma ampla equipe, envolvendo Médica Psiquiatra, Psicólogos, enfermeiros e servidores em geral, focados em apoiar aquelas pessoas que sofrem com algum problema referente a saúde mental, temos que destacar que, infelizmente, desde a pandemia, notamos um crescimento de casos, por isso, sempre destacamos que é importante buscar ajuda e contar com o apoio de nossa equipe.” Afirmou Thiago Olegário Caminha.

O Secretário ainda afirmou que a parceria da Prefeitura com a bancada federal, está garantindo a construção da sede própria do CAPS – Centro de Atenção Psicossocial, estrutura essa, projetada especialmente para atender a demanda maracajuense.

Nesta quinta-feira (18) é o Dia da Luta Antimanicomial, e integrantes do CAPS estão fazendo uma exposição com os trabalhos realizados pelos pacientes, através das oficinas sobre orientação da Artesã Aparecida Nascimento.

Estiveram prestigiando a exposição, a equipe da Eklesia Comunidade Terapêutica de Acolhimento e CREAS.

Os profissionais do CAPS envolvidos em todo o processo Dra. Cassiana Ouriques, Enfermeira Elisângela e Assistente Social Elenir Nascimento e as psicologas Priscila Florentino e Jéssica Oliveira.

Movimento da Luta Antimanicomial

O Movimento da Luta Antimanicomial se caracteriza pela luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental. Dentro desta luta está o combate à ideia de que se deve isolar a pessoa com sofrimento mental em nome de pretensos tratamentos, ideia baseada apenas nos preconceitos que cercam a doença mental.

O Movimento da Luta antimanicomial faz lembrar que como todo cidadão, estas pessoas têm o direito fundamental à liberdade, o direito a viver em sociedade, além do direto a receber cuidado e tratamento sem que para isto tenham que deixar seu lugar de cidadãos.

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias