Pioneiro no Brasil, MS avança na promoção de policiais da reserva que voltaram à ativa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
06/04/2022
Redação

Mato Grosso do Sul tem se tornado, cada vez mais, referência nacional na valorização de policiais militares. Em dezembro passado, o Estado publicou lei que permite a promoção de policiais da reserva remunerada. Nesta semana, deu início ao processo seletivo que vai promover oficiais e praças que retornaram ao serviço militar na condição de convocados e designados.

Desta forma, o Estado se tornará o primeiro do País a promover policiais da reserva por tempo de convocação ou de designação, informou o comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Marcos Paulo Gimenez.

“Somos pioneiros no Brasil”, afirmou ele. “Essa é uma valorização que o Governo do Estado está oferecendo aos policiais que foram à reserva remunerada e voltaram à ativa. É uma retribuição em virtude do trabalho que esses policiais estão prestando à sociedade”, completou o chefe dos militares.

Ao longo das últimas décadas, muitos policiais foram para o quadro de reserva da Polícia Militar sem ter acesso a um fluxo adequado de promoções. Ou seja, foram aposentados sem ter avanços significativos na carreira profissional. Com a mudança recente na legislação, o Governo do Estado destrava as promoções desses militares, resgatando a dignidade deles.

“Hoje me sinto realizado profissionalmente na carreira policial ao poder chegar ao posto de coronel, que era um sonho desde a academia”, disse o tenente-coronel Messias Lima de Mesquita, que atua como subchefe da Casa Militar. Ele, que é policial militar há 35 anos – sendo 10 deles trabalhando como policial da reserva convocado – está apto a ser promovido.

Promoções

Conforme edital publicado nesta semana em diário oficial, foram abertas 820 vagas para os quadros suplementares da Corporação, sendo 92 para oficiais (tenente coronel, major, capitão e tenente) e 728 para os praças (subtenente, sargento, cabo e soldado). O quantitativo de vagas representa 15% do quadro ativo de oficiais e praças da Polícia Militar.

Por meio deste processo seletivo, os policiais da reserva que estão prestando serviço vão ser promovidos ao posto ou graduação imediatamente superior caso cumpram alguns requisitos, como, por exemplo, ter tempo mínimo de 30 anos de tempo de serviço e cinco anos de convocação ou designação. Pela regra, cada policial da reserva poderá ser beneficiado com apenas um promoção.

Atualmente, segundo o Comando-Geral da Polícia Militar, 455 policiais da reserva estão prestando serviço ativo em Mato Grosso do Sul, entre designados (do quadro de praças) e convocados (oficiais).

Bruno Chaves, Subcom
Foto: João Garrigó/Arquivo

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Previous Next
Close
Test Caption
Test Description goes like this