Maracaju/MS
26°C
Clear sky
Dourados/MS
30°C
Scattered clouds

Polícia Militar de Maracaju encerrou a 1º reunião de treinamento e planejamento do “Plano de Defesa”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
28/02/2021
Redação

Maracaju (MS) – Encerrou nesta última quinta-feira (25/02) a primeira reunião de treinamento e planejamento para implantação do Plano de Defesa dos municípios de responsabilidade do Comando de Policiamento de Área 1 da PMMS, este presente no evento o Comandante do CPA-1, Coronel PM Juracy Pereira da Paz, o Comandante da 2 CIPM e o Prefeito Municipal Jose Marcos Calderan.

As instruções foram ministradas pela equipe do BOPE no auditório da 2º Companhia Independente de Polícia Militar do município de Maracaju, participaram das instruções os 08 oficiais e 08 sargentos da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, pertencentes 3º BPM (Dourados), 4º BPM (Ponta Porã), 8º BPM (Nova Andradina), 12º BPM (Naviraí), 14º BPM (Fatima do Sul), 2ª CIPM (Maracaju), 3ª CIPM (Amambai) e 9ª CIPM (Dourados), ou seja, todas as unidades de operacionais responsáveis pela região sul do Estado, incluindo a região de Fronteira com o Paraguai e as divisas com São Paulo e Paraná.

A ação consiste na preparação da tropa para atuar em ocorrências hostis de alto potencial e crimes contra o patrimônio, pois as forças de segurança têm a necessidade de trabalharem integradas e desenvolver ações sincronizadas e eficazes para obtenção de êxito em ocorrências de maior complexidade.

O planejamento estratégico entre as forças de segurança visa garantir um trabalho em equipe, e desenvolver ações no sentido de atuar em ocorrências de maior complexidade como roubos a instituições financeiras, correios e transportes de valores roubos/ carros-fortes, os crimes denominados “ações do novo cangaço”.

Novo Cangaço é a Categoria de roubos a instituições financeiras que vêm causando terror nas cidades brasileiras, com “modus operandi ” semelhante com o cangaço de Lampião. Este tipo de ação leva terror à sociedade devido ao poder de fogo e violência utilizado pelas quadrilhas, tornando o ambiente hostil, que deixam as forças de segurança local, em situação de submissão, impossibilitando a ação policial e de tropas regulares. Vide o Exemplo do que ocorreu em cidades como Sonora, Pedro Gomes e Chapadão do Sul em Mato Grosso do Sul, ou ainda recentemente na cidade de Criciúma – SC.

Por essa razão, a 2º CIPM estará criando um plano de defesa, similar a um plano de contingência, baseado no treinamento realizado nesta semana, no qual estabelecerá um planejamento pré-ordenado de ações conjuntas com outros órgãos de segurança pública e ainda com a sociedade civil organizada, com a finalidade prevenir casos semelhantes aos crimes de “Novo Cangaço” e ainda quebrar o planejamento dos criminosos que eventualmente tentarem realizar este tipo de crime na cidade.

A quebra do planejamento serve para evitar confrontos e preservar vidas, por esta razão, a integração entre as forças policias com a sociedade é indispensável, vez que as organizações criminosas são compostas por diversos especialistas de várias regiões do país, seja em combate, em explosivos, armamentos, estratégias, etc.

Para o comandante da 2ªCIPM, Major QOPM Edcezar Zeilinger, eventos como esse surtem efeitos positivos, mostrando que as Unidades da PMMS sempre estão prontas a melhor servir a população sul-mato-grossense, reduzindo os índices criminais e consequentemente melhorando a segurança da população Maracajuense e da região.

 

Polícia Militar, servir e proteger.


(Assessoria de Comunicação da 2ª CIPM/CPA-1)

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp