Maracaju/MS
28°C
Clear sky
Dourados/MS
26°C
Clear sky

Preço médio da saca de soja dispara em Mato Grosso do Sul

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
28/09/2021
Redação

Entre janeiro e setembro deste ano, o preço médio da saca de soja em Mato Grosso do Sul (MS) chegou em R$ 155,45, 60% a mais do que o registrado no mesmo período de 2020.

Segundo o Departamento Técnico do Sistema Famasul, esse movimento de alta é uma realidade desde o segundo semestre de 2019, que vem se intensificando nos últimos dois anos.

“A safra 2021/2022 tem início em um ambiente onde os principais indicadores que norteiam a evolução e o resultado da safra operam em campo misto, mas com predomínio dos fundamentos positivos”, explica a economista Eliamar Oliveira, analista técnica da instituição.

O preço médio da saca registrado em setembro deste ano foi de R$ 159,01, 13,77% a mais do que mesmo mês de 2020, quando o valor era de R$ 139,77.

Expectativa

A expectativa para 2022 é que o ambiente permaneça propício para a manutenção dos bons preços da soja, porém, com valorizações não tão expressivas como em 2021.

Os fatores que justificam a valorização da oleoginosa vão continuar presentes: preço da commodity em alta no mercado internacional, dólar valorizado e demanda aquecida. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê um aumento de 11% no esmagamento e crescimento de 5% nas exportações brasileiras da oleaginosa em 2022.

De acordo com a economista Elimar Oliveira, o cenário justifica a estimativa de aumento de área para a safra brasileira de soja 2021/2022 em 3,6%, saindo de 38,53 milhões de hectares para 39,91 milhões na próxima safra, e será estímulo para que o produtor sul-mato-grossense faça expansão de áreas.

Para o gerente técnico, José Pádua, o aumento no custo de produção é preocupante, mas o produtor rural está preparado para os desafios. “Os produtores já adotaram estratégias para aquisição dos insumos com a compra antecipada e o pagamento à vista, e deverão buscar ganhos de produtividade que permitam diluir o custo, garantir a rentabilidade e minimizar os efeitos desse aumento”, afirma.

“O crescimento da produtividade e da produção só será interrompido se houver adversidade climática com chuvas irregulares que retarde o plantio da safra e prejudique o desenvolvimento da lavoura”, complementa.

Em MS, o lançamento oficial do plantio da soja safra 2021/22 acontece nesta terça-feira, 28, à partir das 11 horas, com apresentação de dados e perspectivas de produção e produtividade para a próxima temporada.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp