Maracaju/MS
27°C
Scattered clouds
Dourados/MS
27°C
Scattered clouds

Radares de fiscalização aérea e Centro de Inteligência irão potencializar fiscalização na fronteira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
30/06/2021
Redação

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira acredita que o radar inaugurado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta quarta-feira (30), em Ponta Porã, juntamente com as estações já em operação em Porto Murtinho e Corumbá e o novo Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública, em implantação em Mato Grosso do Sul, irão potencializar a fiscalização dos crimes transfronteiriços em Mato Grosso do Sul.

“A inteligência embarcada no Sisfron, aliada a esses radares e a toda a tecnologia e capacidade do Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública, irá propiciar uma rigorosa fiscalização e combate aos crimes transfronteiriços, principalmente o tráfico de drogas”, disse Videira durante a inauguração.

O Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública da Região Centro-Oeste (CIISPR-CO), que irá funcionar no antigo prédio do Clube do Servidor e reunirá em um mesmo local equipes formadas por agentes de inteligência das forças estaduais, federais, forças armadas e de fiscalização, como Secretaria Estadual de Fazenda e Receita Federal do Brasil, para atuar de forma integrada e coordenada com foco no combate ao crime organizado, em sincronia com as demais regiões do país.

“Nós vamos inaugurar daqui uns dias em Campo Grande, o primeiro Centro de Inteligência do Centro Oeste brasileiro, dentro da nossa Capital, fruto dessa parceria entre o Governo do Estado e o Governo Federal. Essa integração é estratégica para trabalhar vários temas, entre eles a rota bioceânica, tráfico e contrabando”, disse o governador Reinaldo Azambuja.

Entre as principais funções do CIISPR-CO estarão a coleta, análise e disseminação de inteligência para tomadores de decisão dos estados do Centro-Oeste e demais agências de inteligência de segurança pública do país.  Os agentes vão produzir conhecimentos estratégicos e terão acesso integrado de conteúdo pertencentes às bases de dados de diversas instituições.

Os radares

O radar de Ponta Porã é o terceiro a ser implantado pelo Governo Federal para fiscalizar o tráfego de aeronaves voando em baixas altitudes na fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai e Bolívia. A primeira estação foi inaugurada em Corumbá, em agosto de 2020, e a segunda em Porto Murtinho, em março deste ano. Ao todo foram investidos mais de R$ 127 milhões nos três sistemas, que fecham a vigilância do espaço aéreo no Estado.

A nova estação de radar implantado pela Força Aérea Brasileira (FAB), integra o programa de modernização e ampliação de radares de vigilância do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB).

Equipada com soluções de última geração, a estação é composta por um radar primário de longo alcance LP23SST-NG e um secundário RSM970S. Os radares possuem capacidade de detectar aeronaves cooperativas e não-cooperativas e incorpora funcionalidades como as medidas de proteção eletrônica e altimetria, além de excelente desempenho de precisão e detecção dos alvos, inclusive aeronaves com velocidade baixa ou nula, como os helicópteros, ou com velocidade e elevada capacidade de manobra, como os aviões de caça.

Os radares utilizam as mais recentes tecnologias para fornecer a melhor resposta aos requisitos operacionais, garantindo total integridade e disponibilidade dos dados de vigilância e comunicação, associados a alta confiabilidade. Os equipamentos foram fabricados no Brasil pela Empresa Omnisys, que possui sede em São Bernardo do Campo (SP).

Joelma Belchior, Sejusp

Foto: Chico Ribeiro                                      

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp