‘Rota bioceânica será fortalecida no governo Riedel’, diz ministro ao governador eleito de MS

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
30/11/2022
Redação

Ministro João Carlos Parkinson classificou rota de fundamental e estratégica para o MS e Brasil

O futuro govenador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel (PSDB), segue com uma agenda intensa neste Governo de Transição e com reuniões que tratam de assuntos estratégicos para o desenvolvimento do Estado, como a reunião na tarde desta quarta-feira (30), com o Ministro de carreira diplomática do Ministério das Relações Exteriores, João Carlos Parkinson, que é o coordenador do Corredor Bioceânico no Brasil, que também é chamada de Rota Bioceânica, nome mais conhecido em MS.

De acordo com Eduardo Riedel com a reestruturação do projeto da Rota Bioceânica, os maiores beneficiados serão o Brasil e o Chile. Isto porque a obra deve agilizar as exportações de grãos e carne produzidos nos estados do Centro-Oeste brasileiro para a Ásia (principalmente China e Japão).

“A Rota Bioceânica nos deixa muito otimistas em relação ao futuro de Mato Grosso do Sul. Nós estamos no coração da América do Sul, conectando diferentes regiões por meio de hidrovias, ferrovias e estradas. Só temos a ganhar com essa nova rota de integração, em muitos aspectos e nas mais diferentes áreas, desde geração de emprego e renda, turismo, cultura, infraestrutura, dentre outras. E a visita do Ministro João Carlos muito nos honra, pois mostra que vamos caminhar juntos neste propósito”, disse o futuro governador.

Para o ministro, o Corredor Bioceânico é um ambicioso projeto de engenharia em desenvolvimento e a eleição do governador Riedel significou a continuidade desta importante iniciativa que engloba os países do Mercosul (Brasil, Paraguai, Argentina e Chile). “O intuito desta obra é criar uma autovia eficiente que conecte por terra os oceanos Atlântico (desde o porto de Santos, no Brasil) e Pacífico (até o porto de Antofagasta, no Chile) e ela passará por Mato Grosso do Sul, que será fundamental e estratégico. Nós sabemos que com o Governo Riedel este projeto será fortalecido”, destacou Parkinson.

João Carlos disse ainda que o Corredor Bioceânico está estruturado e o momento agora é de avançar com os projetos. “Eu trouxe algumas alternativas para o governador Riedel que irão valorizar a hidrovia Paraguai Paraná, o transporte ferroviário no Estado e o que eu posso afirmar é que o futuro do Mato Grosso do Sul não será somente o desenvolvimento do agronegócio, mas sobretudo no desenvolvimento da logística de escoamento do país”, concluiu o ministro.

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp