SES participa de ações do Dia Mundial da alimentação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
17/10/2022
Redação

Neste ano, o tema escolhido para o Dia Mundial da Alimentação, comemorado em 16 de outubro é “Não Deixe Ninguém para Trás”. Na programação, está prevista ação social na Praça Ary Coelho nesta terça-feira (18), das 9 às 16h.

Haverá campanha de arrecadação de alimentos promovido pelo CRN3 em parceria com o programa MESA BRASIL do SESC; doação de alimentos; (hortifrutigranjeiros doados pelo CEASA); avaliação nutricional.

O objetivo é debater sobre a necessidade de esforços conjuntos que promovam a inclusão de todas as pessoas nos benefícios do desenvolvimento humano, inovação e crescimento econômico dos países, para que todos tenham acesso a alimentação saudável e equilibrada.

Apesar dos grandes avanços tecnológicos e aumento da longevidade das populações, muitas pessoas foram deixadas para trás, não sendo beneficiadas igualmente pelo desenvolvimento econômico e social, ficando expostas à pobreza e à fome.

Participarão o Conselho Regional de Nutricionistas 3ª Região (CRN3), curso de Nutrição da UFMS, a Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES/MS), Associação sul-mato-grossense de Nutrição (ASMAN), Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável e o SESC.

Tema

Vivemos em mundo globalizado, onde as economias, culturas e populações estão cada vez mais interligados. Quando alguém é deixado para trás, um elo dessa corrente se quebra. Isso impacta não só a vida dessa pessoa, mas a de todos, porque estamos todos conectados.

Em 2022, com uma pandemia em andamento, conflitos armados, mudanças climáticas, preços em alta e tensões internacionais, as desigualdades sociais e a insegurança alimentar foram aprofundadas, tornando-se uma realidade cruel e injusta. Em todo o mundo cerca de 3,1 bilhões de pessoas não têm acesso a uma dieta saudável e 828 milhões encontram-se em situação de fome.

O Direito Humano a Alimentação e Nutrição Adequadas (DHANA) está expresso em vários normativos legais em nível nacional e internacional, mas precisamos do engajamento de toda a sociedade para lutar pela exigibilidade desse direito. Não é aceitável que no Brasil, um dos maiores produtores de alimentos do mundo, haja 33 milhões de pessoas passando fome.

Precisamos construir uma sociedade mais justa e sustentável onde ninguém seja deixado para trás; onde todos, em todos os lugares, tenham acesso regular e permanente a alimentos nutritivos suficientes para si e para sua família, como preconiza o DHANA.

Precisamos de sistemas alimentares eficientes, inclusivos, resilientes e sustentáveis para termos uma melhor produção e distribuição de alimentos seguros e acessíveis a todos do ponto de vista físico e financeiro. Assim, promover melhor nutrição, saúde e qualidade de vida para todas as pessoas e para o planeta, conforme preconizado pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU para 2030.
Haverá também orientação alimentar e nutricional; distribuição de adubos da composteira.

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp