Sindicato Rural de Maracaju lança projeto de apoio educacional à jovens da rede pública de ensino

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
21/09/2022
Por: Assessoria/Vanessa Bordin

Curso orienta e direciona para a escolha profissional, por meio de um método que avalia o perfil emocional e de carreira de cada aluno

O Sindicato Rural de Maracaju lançou na manhã desta quinta-feira (15) um projeto de apoio educacional à jovens que estão cursando o terceiro ano do Ensino Médio, da rede pública de ensino no município. Neste primeiro momento, os alunos vestibulandos da Escola Estadual Cambarai vão poder passar pelo processo, receber uma orientação individual para direcionar na escolha da carreira a ser seguida.

O método é pago e está sendo custeado por um grupo de produtores rurais junto ao Sindicato Rural que trouxe o curso para Maracaju. “O conhecimento é mais importante do que a força. Está em Provérbios 24. Nós, temos sido dirigidas a oportunizar projetos que possam trazer segurança ao jovem e aos educadores. E lançamos este desafio aos produtores rurais, para que pudessem patrocinar o projeto, pois tem um alto investimento e conseguimos 23 patrocinadores. Obrigada a todos pela confiança”, disse a diretora do Sindicato Rural de Maracaju e do Grupo Água Tirada, Ana Nery Terra Souza, madrinha do projeto.

O Designiun Teen, como é chamado, foi desenvolvido pela Coach de Carreira com MBA pela FAAP, Pollyana Janoski, por meio da instituição Destiny Brasil. A avaliação é realizada de forma individual com os alunos que aceitarem passar pelo processo de orientação profissional, amparados pelos pais ou responsáveis, que acabam participando das avaliações junto com os filhos.

De acordo com a Coach, esse método é realizado com devolutivas individuais, além de cada aluno, com os pais ou responsáveis para terem o conhecimento do perfil profissional de seus filhos, e capacitação com os professores. Ou seja, um caminho de orientações completas para atender escolas, Ongs e até multinacionais, com foco em ESG (o conceito de governança ambiental, social e corporativa).

“Esse curso é realizado em encontros presenciais para ajudar os jovens na escolha profissional, no autoconhecimento e para desenvolver as competências como a inteligência emocional, a resolução de problemas, o trabalho em equipe, o planejamento pessoal, a resiliência e autogestão. Esta fase da vida tem de ser encarada com prioridade para uma escolha assertiva que o aluno dedicará toda a sua vida. Encontrar sua missão e propósito são chaves importantes para se ter uma carreira de sucesso. E é isso que promovemos”, destacou a Coach.

Etapas

O processo com os alunos da Escola Estadual Cambaraí será realizado em três etapas diferentes. A primeira delas foi a apresentação do curso para cada turma do 3º ano do Ensino Médio. Na próxima semana os alunos passarão pelas avaliações, que é a fase de respostas aos questionários de perfil emocional e profissional. O terceiro momento será a etapa final, de entrega dos certificados como prova de conclusão da orientação profissional, prevista para acontecer em um evento de encerramento no mês de novembro.

São em torno de 150 alunos de cinco turmas do terceiro ano aptos a participarem do curso. Uma chance única, como ressaltou a gerente do Sindicato Rural de Maracaju, Cláudia Nogueira.

“Acredito que auxiliar a esses jovens a descobrirem seu propósito de vida, identificando os pontos fortes de sua personalidade, descobrir seus interesses profissionais, aptidões e valores é algo maravilhoso. É um momento de grande importância definir qual rumo tomar e com esse projeto eles terão ferramentas suficientes para tomada de decisão mais alinhada com sua verdadeira essência”, disse.

Segundo ela, a intenção do Sindicato era de conseguir atingir a todos os jovens do terceiro ano de outras escolas também, projeto que deve acontecer em um segundo passo daqui para frente. “Agradeço de coração a todos os produtores rurais que se sensibilizaram com nessa causa e que patrocinaram. Sem eles nada disso seria possível”, enfatizou a gerente do Sindicato Rural.

Para a diretora da Escola Estadual Cambaraí, Catiane Silva Leal, a expectativa é a melhor possível. “Sentimos que muitos de nossos jovens estão sem direção, então num momento como esse em que vivemos, pós pandemia, de retomada de muitos segmentos da sociedade. Então precisamos unir forças e investir em educação. E projetos como este, vindos da iniciativa privada na educação pública, devem ser valorizados. São pessoas que verdadeiramente acreditam na educação como ferramenta de transformação social”, acrescentou.

Quer contar alguma coisa? Então conta pro Notícias MS !

Se você tem alguma informação importante e quer compartilhar, conta pra nós!

Conta aí meu Povo:
WhatsApp (67) 98448-9787

Redes Sociais:
https://www.facebook.com/notims
https://www.instagram.com/noticiasms/

O sigilo é garantido pela lei, envie denúncias, reclamações e sugestões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp