quarta-feira, 17 jul 2024

Troca de Saberes: segurança pública de Amambai conhece de perto a cultura dos Guarani e Kaiowá
Cidadania

Troca de Saberes: segurança pública de Amambai conhece de perto a cultura dos Guarani e Kaiowá

Redação
17 agosto – 2023 | 14:14

O 1º Troca de Saberes, evento em que os integrantes da segurança pública conheceram de perto um pouco mais da cultura e costumes dos indígenas Guarani e Kaiowá, das aldeias Amambai, Limão Verde e Jaguari, foi realizado nesta quinta-feira (17), na Câmara Municipal de Amambai.

O evento antecede o MS Em Ação: Segurança e Cidadania, que será realizado pelo Governo do Estado, por meio da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), na próxima semana, nos dias 25 e 26 de agosto na aldeia Amambai. Durante o evento, serão ofertados aos povos originários serviços como emissão de certidões de nascimento, de RG, CPF, título de eleitor, vacinação, orientações de higiene bucal, consultas médicas, entre outros.

Os conhecimentos sobre os Guarani e Kaiowá estão sendo repassados aos policiais civis, militares, penais e integrantes do Corpo de Bombeiros Militar pelo professor Celuniel Aquino Valiente, que é doutorando em antropologia social pela USP (Universidade de São Paulo), e por Fernando Souza, subsecretário de Políticas Públicas para os Povos Originários da Setescc.

Celuniel Aquino Valiente, doutorando em antropologia social pela USP

O antropólogo Celuniel explicou a hierarquia existente dentro das aldeias e como as parentelas ou famílias extensas são centrais para a organização social Kaiowá e Guarani, sendo denominada por eles te´ýi. Uma parentela reúne três gerações interligadas por meio dos “fogos domésticos”. “Os fogos domésticos se assemelham com as famílias nucleares, mas diferem destas, pois geralmente contam com a grande presença de agregados como crianças adotivas e outros parentes”, explicou.

Já Fernando Souza falou aos integrantes da segurança pública sobre os direitos constitucionais e sociais dos povos originários, como saúde, educação, lazer, trabalho e segurança pública. “É importante que na implementação ou na implantação de qualquer política pública, tenhamos minimamente o conhecimento histórico, sociológico e das especificidades dos povos indígenas, para que essa política não seja algo construído de cima para baixo, sem a participação dos interessados”, disse.

Secretário-Executivo de Segurança Pública da Sejusp, Coronel Wagner Ferreira da Silva

O coronel Wagner Ferreira da Silva, secretário-executivo de Segurança Pública da Sejusp, lembrou que a ideia do Troca de Saberes é aproximar a segurança pública dos povos originários, para conhecer de perto as reais necessidades dos indígenas. “Estamos aprimorando a segurança pública e queremos oferecer segurança com qualidade para todos e, sabendo das profundas transformações ocorridas ao longo do tempo nas aldeias onde vivem os Kaiowá e Guarani, é que resolvemos fazer este evento para que todos da segurança pública tenham conhecimento das vivências e necessidades dessas pessoas”, enfatizou.

Conforme a secretária adjunta da Setescc, Viviane Luiza, o Troca de Saberes é uma ação transversal, que une segurança e cidadania. “Nós temos hoje mais de 130 mil indígenas e, pela primeira vez na história do Mato Grosso do Sul, temos uma ação tão robusta e pensada especialmente para os povos originários do Estado”.

Tanto o Troca de Saberes como o MS Em Ação: Segurança e Cidadania – realizados pelo Governo do Estado – contam com importantes parceiros como as Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania, Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, Fundesporte, Prefeitura de Amambai, Câmara de Vereadores de Amambai, Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, Tribunal Regional Eleitoral, Receita Federal, Funai, INSS, Sesai, Defensoria Pública, Senai, Fecomércio, Associação Brasileira de Odontologia, Faculdade Refferencial de Odontologia e Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Estiveram presentes no Troca de Saberes, entre outras autoridades, a presidente da Câmara de Vereadores de Amambai, Lígia Borges, o vice-prefeito do município, Rodrigo Serlhost, o juiz titular da Vara Criminal de Amambai, Daniel Raymundo da Matta, o Comandante da 3ª Companha Independente da Polícia Militar, major Ryo Sato e Alimer Nelson, liderança da Aldeia Limão Verde, Lurdelice Moreira Nelson, vice-liderança da Aldeia Amambai.

Sobre o MS em Ação

Nos dias 25 e 26 de Agosto, a Sejusp, juntamente com a Secretaria de Estado de Turismo, Esporte Cultura e Cidadania, Secretaria Estadual de Saúde, Fundesporte, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Instituto de Identificação, Bope, BPChoque e parceiros como a Associação Brasileira de Odontologia, Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, Receita Federal, INSS, Senai, Senac, Anoreg, Prefeitura de Amambai, Faculdade Refferencial, entre outros, leva, para Amambai, diversos serviços, como emissão do RG, emissão do CPF, serviços relacionados ao INSS, como aposentadorias e benefícios, instruções de higiene bucal, distribuição de kits com escovas e pasta de dente para as crianças, realização de exames médicos entre outros.

A ação será concentrada na Aldeia Amambai, que é praticamente dentro da cidade, mas serão atendidos ainda os povos originários das aldeias Jaguari e Limão Verde. A expectativa é de que nos dois dias, 25 e 26 de agosto, passem pela ação em torno de 10 mil indígenas.

O objetivo é aproximar a segurança pública dos povos originários. Durante a ação, serão instalados os Conselhos Comunitários de Segurança nas aldeias de Amambai, além como levar cidadania, por meio de serviços, aos quais muitas vezes, essas pessoas não tem acesso.

Haverão ainda atividades lúdicas, como teatro, pinturas indígenas, brinquedos infláveis, que serão fornecidos pela Fundesporte e distribuição de lanches para as crianças.

Joelma Belchior

Fotos: Setescc e Sejusp

Compartilhe suas notícias conosco!
Possui informações relevantes? Estamos aqui para ouvi-lo!

Entre em contato:
WhatsApp: (67) 98448-9787

Nossas Redes Sociais:
Facebook
Instagram

Garantimos seu sigilo conforme a legislação. Envie-nos denúncias, reclamações e sugestões.
Sua voz é importante para nós!

Últimas Notícias